Matrículas em cursos profissionalizantes aumentam 41% no ES

O número de alunos em cursos profissionalizantes de nível médio aumentou de 7.771 para 10.945 no Espírito Santo, de 2004 até o ano passado. O crescimento foi de 41%, o maior índice de crescimento em toda Região Sudeste, que registrou um aumento de 23,5 mil matrículas no período analisado. Os dados foram obtidos a partir de uma análise do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC), com base nos censos escolares de 2003 a 2005. O Centro Federal de Educação Tecnológica do Espírito Santo (Cefet/ES) tem sede em Vitória e unidades nos municípios de Serra, Colatina e Cachoeiro do Itapemirim. Os cursos técnicos oferecidos hoje são nas áreas de construção civil, geomática, eletrotécnica, mecânica, informática, química, automação industrial, transportes, metalurgia e materiais, segurança do trabalho, rochas ornamentais e eletromecânica.Dênio Rebello Arantes, diretor de ensino do Cefet, anuncia que duas unidades começam a funcionar no mês de agosto, em instalações provisórias. Uma em São Mateus, no norte do Estado, com duas turmas de técnicos em mecânica, com 32 alunos cada; com igual número de alunos, tem início o primeiro curso do Brasil em técnico em ferrovias, na nova unidade de Cariacica, localizado na Grande Vitória.Na unidade de Cachoeiro do Itapemerim, o curso de técnico em rochas ornamentais ganha mais uma turma de 32 alunos, ainda este mês. Em Vitória, tem início o novo curso técnico integrado ao ensino médio em gestão de comércio. Neste ano, foi ampliado em 350 o número de vagas do Programa de Integração da Educação Profissional ao Ensino Médio na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (Proeja), sendo 280, no vestibular do primeiro semestre e outras 70, no segundo processo seletivo.Ainda na sede, foram abertos, em 2006, os cursos superiores em engenharia metalúrgica e elétrica e licenciatura em química. O Cefet/ES tem hoje cerca de seis mil alunos, somando-se os de nível médio e superior.

Agencia Estado,

03 de agosto de 2006 | 17h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.