Matrículas em curso superior a distância quase dobram em 2008

Mais de 700 mil universitários optaram pelo ensino superior não presencial no ano passado, aponta o MEC

Agência Brasil,

27 Novembro 2009 | 12h19

As matrículas em cursos superiores de educação a distância cresceram 96,9% de 2007 a 2008. Ao todo, são 727.961 universitários que optaram pelo ensino superior não presencial. No ano passado, 115 instituições ofereceram cursos dessa modalidade - 18 a mais do que em 2007. As informações são do Censo da Educação Superior de 2008, divulgado nesta sexta-feira, 27, pelo Ministério da Educação (MEC).   Veja também: Quase 75% dos universitários estudam em instituições privadas Ensino superior tem quase 1,5 milhão de vagas ociosas, diz MEC   Confira mais informações do Censo da Educação Superior de 2008     As matrículas da educação a distância já correspondem a 14% da oferta de ensino superior no país. O número também registrou aumento (58,6%), bem como as vagas ofertadas nessa modalidade (10,3%).   A educação a distância registrou um aumento expressivo nos últimos anos. De 2003 para 2005, o número de vagas oferecidas cresceu 70 vezes. A cada ano, a quantidade de alunos que ingressam em cursos desse tipo cresce sempre mais do que 40%, tendo aumento 407% de 2004 para 2005.   Assim como na educação presencial, o setor privado responde pela maior parte dos alunos. Em 2008, mais de 60% dos alunos estudam em cursos particulares - 448.973 entre os 727.961 totais.

Mais conteúdo sobre:
ensino superiordistanciaMEC2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.