Matemática assusta candidatos da Fuvest

Matemática foi apontada como vilã da prova da primeira fase do vestibular da Fuvest porestudantes que fizeram o teste na Universidade Paulista (Unip), um dos quatro locais de prova em Campinas (SP).?Tive de chutar?, contou Henrique de Oliveira Diniz, de 18 anos, aluno de escola particular e candidato a uma vaga do curso de administração.O treineiro Caio Arnez, de 17 anos, considerou a prova deste ano mais difícil que a do ano passado e também indicou matemática como a matéria de maior dificuldade.Para Fernanda Merloto, de 17 anos, que tenta uma vaga em psicologia, as perguntas eram complicadas, embora não tenha tido problemas para interpretá-las. ?Há muitas questões?, alegou Gabriela Rolfsen, de 19 anos.Rafael Lucarelli, que fez sua primeira incursão no vestibular, como treineiro, disse ter ficado preocupado que o tempo não fosse suficiente para responder a todas as perguntas. ?A prova é difícil e cansativa?, afirmou.Cristiane Garcia, de 24 anos, aluna de cursinho gratuito, comentou que o teste exigiu muita concentração.Cristiane foi a única dos entrevistados que considerou matemática ?não muito difícil?, por ser a matéria que escolheu para cursar na universidade, caso seja aprovada. Ela considerou a primeira fase do vestibular da Fuvest mais fácil que a da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).Ao contrário de Gabriela, que achou aFuvest mais difícil. Os alunos que fizeram o teste em Campinas começaram a deixar os locais de prova às 16h00.

Agencia Estado,

28 de novembro de 2004 | 18h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.