Maranhão terá mestrado na área aeroespacial

A partir de 2005, a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema) vai oferecer um curso de mestrado na área de engenharia aeroespacial. O grande diferencial do curso é a metodologia, que determina que todos os projetos estarão relacionados a um único objetivo: a construção de um protótipo de foguete.Dessa forma, no projeto de química, por exemplo, os pesquisadores vão se preocupar com a combustão e propulsão de um foguete. Já o projeto do engenheiro, estaria relacionado à estrutura física da nave, e assim por diante.Segundo a Agência Fapesp, o programa vai capacitar mão de obra para o Instituto Espacial do Maranhão (Itema), que deverá funcionar integrado ao Centro de Lançamentos de Alcântara.Também fazem parte do projeto a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). A estimativa é de um investimento de R$ 585 mil e ainda R$ 180 mil sob a forma de recursos não financeiros. A Fapema promete anunciar em breve as informações referentes ao processo seletivo do mestrado.

Agencia Estado,

16 de dezembro de 2004 | 12h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.