Mais de 4 milhões de estudantes fazem o Enem domingo

A prova será realizada em cerca de 1,4 mil municípios do País a partir das 13 horas (horário de Brasília)

Giovanna Montemurro, estadao.com.br

31 de agosto de 2008 | 08h11

A prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será realizada em todo o Brasil neste domingo, 31, a partir das 13 horas (horário de Brasília). A prova será realizada em cerca de 1,4 mil municípios do País. O exame registrou número recorde de inscrições em sua edição deste ano: mais de 4 milhões estudantes farão a prova. No ano passado, 3,5 milhões se inscreveram. O exame é realizado desde 1998.   O Enem é composto por 63 questões de múltipla escolha e uma redação. O inscrito terá cinco horas para realizar a prova, que é um dos requisitos para o estudante concorrer a uma bolsa no Programa Universidade para Todos, o ProUni. Além disso, mais de 500 instituições utilizam o resultado do Enem como critério de seleção para o ingresso no ensino superior. Somente após 4h de prova o candidato poderá sair levando o caderno de questões.   Podem participar do exame alunos que estão concluindo ou que já concluíram o ensino médio em anos anteriores.   Depois da prova   Os candidatos que ainda não souberem seus locais de prova podem consultar essa informação, além de outros esclarecimentos sobre a prova no site do Enem.   Os alunos que prestarem e não quiserem esperar pelo gabarito poderão acompanhar a correção online nos sites de diversos cursinhos (Anglo, Objetivo, Etapa), a partir das 18 horas.   O balanço consolidado de inscritos e participantes só sairá no final do ano, com as médias de proficiência do País e unidades da federação. Dados preliminares do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) indicam que a região Sudeste teve o maior número de inscritos, com 1,8 milhão de candidatos. São Paulo recebeu mais de 1 milhão de inscrições, sendo o Estado com o maior número de participantes.   Os resultados individuais também só serão liberados no final do ano. A previsão é que sejam enviados pelos correios na segunda quinzena de novembro.   Expectativas e dicas   Segundo Carlos Eduardo Bindi, coordenador do cursinho do Etapa, "o Enem é uma prova muito bem estruturada e que não exige conhecimentos profundos, mas outros tipos de habilidades de leitura e de interdisciplinaridade. É uma prova que não quer assustar o aluno."   É o que diz também a coordenadora do cursinho do Objetivo e professora de geografia, Vera Lúcia da Costa Antunes. Segundo eles - a principal dica para o dia da prova, além de levar lápis n°2, caneta preta, ficha de inscrição e conhecer o local da prova - é ter paciência.   "Essa prova exige um preparo que muitos alunos não têm. Apesar de não ser uma prova difícil, ela exige muitas horas de leitura e análises. O aluno deve ter muita atenção, não se apressar e reler toda a prova antes de entregar", diz Vera Lúcia.   A professora também lembra que alguns temas são recorrentes na prova: "meio ambiente, questões sociais, Amazônia, educação. Todos são temas que têm caído repetidamente nessa prova."Ela alerta também para o papel da mídia no Enem. "Muitos temas recorrentes na mídia costumam aparecer no exame. Este ano temos temas quentes como o desmatamento, o Tibet, os 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, as Olimpíadas. É importante ficar atento."   Fernando Maluf, coordenador dos simulados de Enem do Anglo, lembra que os resultados desse ano terão um peso importante. "Quanto maior o número de alunos inscritos, mais real o resultado do aluno, que pode se comparar a um universo maior e mais diverso de pessoas", explica.   Ele também lembra que comidas leves e muita água são essenciais para o dia da prova. "Fazer uma prova de cinco horas exige um preparo físico grande. Se o aluno não se cuidar, ele não consegue fazer a prova da melhor maneira possível."   Maluf também alerta os alunos para a importância do cuidado com o tempo, pois é importante completar toda a prova. "É importante reservar de 1 hora a 1h20 para escrever a redação. Além de procurar ler todas as questões respondendo as mais fáceis primeiro e deixando as mais complexas para uma segunda leitura", aconselha.

Tudo o que sabemos sobre:
enemeducação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.