Maioria dos candidatos do Enem já terminou o ensino médio

Mais da metade dos inscritos, 58%, concluiu a educação básica em anos anteriores

Amanda Cieglinski, Agência Brasil

05 Novembro 2010 | 19h25

Os candidatos que vão comparecer aos 16 mil locais de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de amanhã (6) têm um perfil diferente daqueles que participaram das primeiras edições da avaliação. Mais da metade dos inscritos (58%) já concluíram a educação básica em anos anteriores e boa parte não está mais na faixa etária dos alunos do ensino médio – 1,5 milhão tem entre 21 e 30 anos e 691 mil são maiores de 30.

 

A participação dos chamados egressos aumenta a cada ano: em 2008, eram 38% e em 2009, 55%. O interesse desse público pela prova pode ser explicado pelas novas possibilidades de acesso ao ensino superior que o Enem oferece.

 

Alunos de baixa renda que cursaram o ensino médio em escola pública podem participar do Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas de estudo em faculdades particulares. Outra possibilidade é utilizar a nota do exame para disputar uma vaga em uma das 83 universidades públicas que trocaram seus vestibulares pelo Enem.

 

Uma dessas candidatas é Eliana Pereira, 28 anos, que decidiu participar do Enem para tentar uma bolsa do ProUni. Onze anos depois de terminar o ensino médio, ela quer estudar jornalismo. Na época em que concluiu a educação básica, deixou de lado a vontade de fazer um curso superior para trabalhar.

“Antigamente não tinha tantas oportunidades, aqui em Brasília mesmo era só a UnB [Universidade de Brasília]. A gente vê no Enem mais uma porta de entrada para o ensino superior”, afirma. Eliana está estudando para o Enem em casa e refazendo edições antigas da prova.

 

Apesar de ter saído da escola há algum tempo, ela acredita que tem as mesmas chances de se sair bem do que um candidato que está concluindo o ensino médio agora. “A exigência do Enem aumentou, eu percebo isso pelas provas mais antigas que refiz. Mas estou bastante confiante”, afirma.

 

As provas do Enem serão aplicadas neste fim de semana (6 e 7 de novembro) para 4,6 milhões de inscritos. No sábado (6), as provas serão de ciências da natureza e humanas, cada uma com 45 questões. No domingo (7), os candidatos serão avaliados em matemática e linguagens, cada uma com 45 questões, além da redação. O exame começa às 13h (horário de Brasília).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.