Mackenzie e FGV-Eaesp aplicam vestibular neste fim de semana

Processos seletivos, de fase única, serão realizados no sábado e no domingo, respectivamente

Estadão.edu,

08 Dezembro 2012 | 00h10

A Universidade Presbiteriana Mackenzie aplica neste sábado, 8, as provas do vestibular. Ao todo, 21.879 estudantes disputam as 4.150 vagas oferecidas pela instituição nos câmpus Higienópolis, Campinas e Alphaville.

A prova, que deve ser feita em até 4 horas, tem 60 questões de múltipla escolha e uma redação. Ela será aplicada em dois horários, distribuídos de acordo com a opção de curso. Um deles tem início às 8 horas e outro, com testes e tema da redação diferentes, a partir das 14h30. Os candidatos devem se atentar ao seu horário, pois não serão permitidas inversões. A informação pode ser conferida no site da instituição.

Todos os grupos de estudantes farão uma redação e questões de língua portuguesa, inglês ou espanhol, física, química, matemática, biologia, geografia e história.

A lista de classificação geral será divulgada no dia 3 de janeiro. A segunda chamada de aprovados sai na semana seguinte, no dia 10.

 

FGV

No domingo, 9, será realizado o vestibular da Escola de Administração de Empresas Fundação Getulio Vargas de São Paulo. O exame é dividido em dois módulos, ambos obrigatórios a todos os estudantes. Os candidatos concorrem a 200 vagas no curso de Administração de Empresas e a 50 no de Administração Pública.

No período da manhã, a partir das 8h30, os candidatos deverão resolver 60 questões objetivas de matemática, língua portuguesa, inglês e Ciências Humanas. Na parte da tarde, às 14 horas, os candidatos terão de fazer uma prova com questões dissertativas de matemática aplicada e também uma redação. Cada módulo deve ser resolvido em até 4 horas.

O gabarito e a resolução das provas será divulgado na quarta-feira, 12, no site da FGV. O resultado final do processo seletivo será publicado no dia 11 de janeiro, também pela internet.

Mais conteúdo sobre:
Vestibular

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.