Lula relembra infância pobre durante evento do ProJovem

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi aclamado pelos 4.200 jovens que concluíram o Programa Nacional de Inclusão de Jovens (ProJovem) na manhã desta sexta-feira, 30, em Olinda (PE).O programa, que conta com 164 mil vagas no Brasil, terá mais 80 mil novas vagas, prometeu o ministro da Educação, Fernando Haddad.No evento, Lula, que distribuiu autógrafos, beijou estudantes e pegou um bebê no colo, deixou de lado o discurso oficial e relembrou aos jovens sua infância pobre de retirante nordestino e pediu que os estudantes não desanimassem e não desistissem nunca.Contou que chegou a ter vontade de roubar uma maçã na feira, mas nunca cedeu a este tipo de tentação pelas conseqüências que isso teria se o pegassem.ExemploLula disse ainda que se vê como um grande exemplo de persistência, e que esse sentimento o levou a ser hoje o presidente da República. Ele prometeu que seu governo fará tudo para acolher os jovens e acrescentou que o ProJovem não é um fim, mas um começo. "Se a gente não cuida, o narcotráfico vai cuidar, o crime organizado vai cuidar", afirmou. "Quando o governo é sovina com a educação, vai ter que gastar mais pagando mais soldados e construindo cadeia." Apões o evento, o presidente seguiu para uma base aérea onde embarcou para os Estados Unidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.