Lula promete apoio à autonomia de universidades

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse em encontro com 55 reitores de universidadesfederais, nesta quarta-feira, que quer ver aprovada a autonomia dessas instituições até o fim do seu governo. Os reitores foram justamente pedir ao presidente que seja apressado o envio, ao Congresso, do projeto de autonomia das universidades.O processo rumo à autonomia, conforme desejo dos reitores, deve se dar em duas etapas. Haveria umprimeiro projeto retirando o que eles qualificam como "entulhos burocráticos".Eles citam, por exemplo, a necessidade de, atualmente, o ministro da Educação aprovar a viagem ao exterior de um professor, mesmo que ela seja patrocinada pela respectiva universidade.O segundo seria um projeto de abrangência maior, dando às universidades federais autonomia de gestão e financeira, com a definição de orçamento para cada universidade no Orçamento Geral da União. Hoje, as universidades recebem dinheiroaos poucos, do orçamento do Ministério da Educação, que lhes é repassado mensalmente."Hoje, chegamos ao fim do ano sem saber qual é o nosso orçamento completo, e não conseguimos fazer um orçamento de investimentos", disse a presidente da Associação Nacional das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e reitora da Universidade Federal de Minas Gerais, Ana Lúcia Gazzola.Segundo ela, já houve avanços na garantia de investimentos para as universidades, faltando a autonomia. Ela relatou que Lula foi muito receptivo à proposta e qualificou o encontro como "muito bom". Tanto que o presidente prometeu se empenhar pela autonomia das universidades federais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.