Lula lamenta que Senado não tenha aprovado ainda o Fundeb

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva no seu programa semanal de rádio, o Café com o Presidente, lamentou que o Senado não tenha aprovado ainda o Fundo da Educação Básica (Fundeb).Segundo Lula as medidas para a educação que foram encaminhadas na última quinta-feira, a maioria é a institucionalização do que já está em curso, com exceção da reforma da educação superior que vai levar um tempo para ser discutida pelo Congresso porque é um projeto complexo. De acordo com o presidente, isso "vai garantir um financiamento estável, qualidade na educação superior, interiorização da educação superior, mais produção científica e formação de recursos humanos para que o País possa ter uma inserção soberana no concerto das nações".Lula disse entender que "a educação é o mais importante investimento que um governo pode fazer no seu país. A educação vai garantir que o Brasil possa se colocar em igualdade de condições com os países mais desenvolvidos do mundo". "Ficando mais qualificados, nós vamos ter mais acesso à tecnologia. Vamos produzir produtos cada vez melhores e mais competitivos e vamos poder melhorar a vida do povo e melhorar a vida do País. A segunda coisa é porque o Brasil tem 34 milhões de jovens entre 15 e 24 anos. Nós estamos preocupados com esses jovens porque tudo que nós pudermos fazer para a formação deles estará garantindo que o futuro do Brasil seja definitivamente melhor".

Agencia Estado,

12 de junho de 2006 | 08h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.