Lula diz que apresentará novas regras do Fies após eleições

'Queremos garantir o crédito e garantir também aquele que vai garantir o crédito', afirmou o presidente

Agência Brasil

23 Setembro 2010 | 18h50

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira, 23, que, após as eleições, vai apresentar o novo modelo de Fundo de Financiamento ao Estudante do Nível Superior (Fies). No dia 8, foi publicada no Diário Oficial da União uma medida provisória que permitirá aos estudantes ter acesso ao financiamento sem precisar de um fiador.

 

“Logo depois das eleições, não quero fazer agora para não falar que é uma coisa de eleição, vamos apresentar o Fies que vai ser um dos mais importantes do mundo, porque não queremos deixar que nenhum jovem nesse País deixe de estudar por falta de dinheiro. Queremos garantir o crédito e garantir também aquele que vai garantir o crédito”, afirmou, durante discurso em Maringá.

 

A medida provisória, publicada no dia 8 de setembro, autoriza a criação de um fundo garantidor para o Fies que, na prática, permitirá o acesso dos estudantes ao programa sem que precisem de um terceiro que garanta o pagamento da dívida.

 

Na ocasião, o ministro da Educação, Fernando Haddad, explicou que o fundo será híbrido, mantido por verbas públicas e também pelas instituições participantes do Fies. Em princípio, a escola que aderir ao novo modelo deverá repassar um percentual dos valores que recebe do Ministério da Educação para o fundo. O Fies concede financiamentos aos estudantes para bancar as mensalidades de instituições privadas de ensino superior.

Mais conteúdo sobre:
Fies Lula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.