Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Lista de aprovados do Sisu já pode ser consultada

Apesar de proibição judicial, MEC confirmou que pela manhã uma lista 'não oficial' ficou disponível por 'alguns minutos' na manhã desta terça

Isabela Palhares, O Estado de S.Paulo

28 de janeiro de 2020 | 18h57

SÃO PAULO - O Ministério da Educação (MEC) divulgou, após a liberação do Superior Tribunal de Justiça (STJ), na noite desta terça-feira, 28, a lista dos aprovados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Apesar da proibição judicial, o ministério confirmou que uma lista que "não representava o resultado oficial" ficou disponível e pôde ser visualizada por alguns candidatos "por alguns minutos" na manhã desta terça

Os candidatos às 237 mil vagas podem acessar os resultados oficiais no portal oficial do sistema. Procurado, o MEC não informou qual foi o erro que levou ao vazamento da lista e se está apurando responsabilidades por mais essa falha. 

Barrada por uma decisão da Justiça Federal em São Paulo até que o ministério comprovasse documentalmente que corrigiu todas as falhas nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a divulgação do Sisu estava prevista para a manhã desta terça.

Em decisão favorável ao governo federal, o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, atendeu ao pedido do governo federal e liberou a continuidade do sistema. 

Também serão abertas nesta terça à noite as inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni). O cronograma desse programa também havia sido suspenso pelo MEC em função da decisão. No cronograma inicial, o término para concorrer às bolsas seria na próxima sexta-feira, 31. O MEC decidiu prorrogar o prazo por mais um dia, sábado,1º de fevereiro, para que os candidatos tenham tempo suficiente de se inscreverem. 

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) permanece com o cronograma atual, com inscrições de 5 a 12 de fevereiro. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.