Lançada na USP a pedra fundamental da Biblioteca Brasiliana

O ministro da Cultura, Gilberto Gil, participou do lançamento, nesta quinta-feira, 7, da pedra fundamental da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, entre os edifícios da Reitoria e da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP). O evento contou com a presença de cerca de 60 pessoas. Além de Gil, estiveram presentes a reitora da USP, Suely Vilela, e o professor e crítico literário Antonio Candido e muitos parentes e amigos do casal de bibliófilos que dá nome à biblioteca, que deverá ser inaugurada em dois anos.Em maio deste ano, um mês antes de Guita morrer, ela e Mindlin assinaram o documento que formalizava a doação de cerca de 17 mil títulos, referentes exclusivamente à cultura brasileira. Raridades, como os originais de Grande Sertão: Veredas, de Guimarães Rosa, e de Vidas Secas, de Graciliano Ramos são algumas das peças do conjunto de obras que Mindlin e sua mulher reuniram em 79 anos.

Agencia Estado,

07 de dezembro de 2006 | 20h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.