Divulgação
Divulgação

Juventude sustentável

Programa de multinacional estimula projetos socioambientais de universitários de 18 países e leva os mais engajados para uma semana de atividades na Alemanha

Carlos Lordelo, Estadão.edu

28 Março 2011 | 22h03

Estão abertas a partir desta terça-feira, 29, as inscrições para a 8.ª edição do Programa Bayer Jovens Embaixadores Ambientais, realizado em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma). A iniciativa vai premiar oito estudantes brasileiros de 18 a 24 anos envolvidos em projetos socioambientais.

 

Quatro deles vão participar de uma semana de atividades no Brasil e os outros quatro, que obrigatoriamente devem dominar o inglês, vão para Leverkusen, Alemanha, sede da Bayer, participar da final ao lado de concorrentes de outros 17 países da América Latina, Ásia e África. Os vencedores recebem 1 mil euros para financiar seus projetos.

 

Podem se inscrever alunos do ensino médio, de cursos de graduação ou de pós. O interessado precisa preencher um formulário no site do programa (bayerjovens.com.br), informando detalhes do projeto, as atividades que realiza e os resultados já alcançados. O estudante pode anexar fotos e vídeos ao cadastro.

 

“Queremos jovens líderes que proponham caminhos alternativos para questões ambientais importantes”, diz o gerente de Meio Ambiente do Grupo Bayer no Brasil, Geraldo Fontoura. Os projetos podem ser próprios ou conduzidos por empresas e organizações não governamentais.

 

Os critérios para escolha dos vencedores são a contribuição da ideia para a preservação do meio ambiente, participação do estudante no desenvolvimento da iniciativa, resultados socioambientais obtidos ou esperados com o projeto e a possibilidade de sua adaptação em escalas maiores.

 

Para ampliar o número de inscritos no Brasil – no ano passado, foram 90 –, a organização do prêmio decidiu aceitar projetos de estudantes que não falam inglês.

 

Quatro desses jovens vão participar de palestras com especialistas em sustentabilidade e visitar empresas no Brasil com práticas reconhecidas na área socioambiental.

 

Os quatro estudantes que viajarem para Leverkusen vão frequentar uma semana de atividades semelhantes às do Brasil. “A diferença é que eles poderão trocar experiências e fazer contatos”, diz o organizador do evento no País, Leandro Conti. Os brasileiros vão se juntar aos finalistas dos outros países na disputa pelos quatro títulos internacionais de Jovens Embaixadores Ambientais.

 

O curitibano Daniel Zardo, de 23 anos, foi um dos vencedores no ano passado. Estudante de Engenharia Ambiental na PUC do Paraná, Zardo apresentou o projeto Ecohabitare, que desenvolve tecnologias construtivas sustentáveis a partir de material reciclado e resíduos industriais.

 

O curitibano Daniel Zardo, no escritório do projeto Ecohabitare / Foto: Arquivo Pessoal

 

“Foi incrível trocar experiências na Alemanha e, claro, ganhar o prêmio. Mostrou que estamos no caminho certo”, diz Zardo. Estudantes do Vietnã, Índia e Filipinas também tiveram projetos selecionados.

 

Para marcar na agenda

 

Programa Bayer Jovens Embaixadores Ambientais

Inscrições até 27 de julho para estudantes de 18 a 24 anos

bayerjovens.com.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.