Divulgação/Estadão
Divulgação/Estadão

Jovens criam aplicativo para auxiliar candidatos a passar no vestibular

Aprovados ajudam vestibulandos com revisão rápida dos conteúdos

Victor Vieira, Estadão.edu

06 Maio 2014 | 03h00

Depois de aprovados no vestibular, a maioria dos estudantes tem pressa em esquecer a prova. Já dentro da universidade, porém, alguns alunos se dedicam a ajudar os futuros candidatos, com aposta no alcance da internet.

Priscilla Parodi, aluna do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da Universidade de São Paulo (USP), em São Carlos, resolveu, no começo do ano, criar um site e um aplicativo para vestibulandos, o Projeto3, com conteúdos de revisão rápida. "O foco é na Fuvest (exame para entrar na USP), mas serve para outras provas", diz a jovem.

"Alguns já usaram o material até para concursos", conta ela, de 18 anos, que criou uma startup para alavancar o projeto e pensa em fazer parceria com cursinhos. A jovem, com dois parceiros, está reforçando um banco de dados de questões e adaptando os textos para deficientes visuais.

Victor Caetano, que cursa Engenharia Biotecnológica na Universidade Estadual Paulista (Unesp), teve uma ideia parecida. Há pouco mais de um mês, ele e um colega lançaram o site Ciência Já, com conteúdos de Biologia, Matemática, Física e Química. O grande diferencial do site, segundo ele, são os jogos e animações. "Temos aulas em vídeo, que são improvisadas, mas são os games que atraem os alunos mais novos", conta Caetano, de 21 anos.

Para o rapaz, que também leciona no pré-vestibular da Unesp em Assis, projeto de extensão da universidade, a iniciativa é um modo de expandir a sala de aula. "Vamos a até mais pessoas, já que não dá para matricular todos os interessados no cursinho."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.