Divulgação/ Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes
Divulgação/ Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes
Conteúdo Estadão Blue Studio

Jaboatão dos Guararapes ganha prêmio da ONU por excelência em gestão pública 

Cidade pernambucana recebe pelo segundo ano consecutivo o United Nations Public Services Awards 

Estadão Blue Studio, O Estado de S.Paulo

20 de dezembro de 2021 | 08h00

O mundo tem mais de um milhão de cidades, das quais 5.570 estão no Brasil. Esses números ajudam a entender a dimensão da conquista de Jaboatão dos Guararapes (PE), município de 700 mil habitantes na Região Metropolitana do Recife. Entre tantas possibilidades ao redor do planeta, Jaboatão foi agraciada com o United Nations Public Service Awards, prêmio da Organização das Nações Unidas (ONU) que reconhece práticas de excelência em gestão pública.

Como se já não bastasse o mérito de receber uma vez o prêmio tão disputado, Jaboatão obteve o feito de conquistá-lo em duas edições consecutivas, correspondentes aos anos de 2019 e 2020. Na primeira, por conta de um programa de coleta seletiva e, na mais recente, em reconhecimento ao programa Jaboatão Prepara, que oferece aulões de reforço a estudantes do 9º ano da rede pública. 

O prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira, disse que a ONU levou em consideração a oportunidade dada às pessoas em situação de vulnerabilidade social de poderem se capacitar e se profissionalizar. Com isso, entram no mercado de trabalho e aumentam a renda familiar.

"Em ambos os casos, o que a ONU percebeu foi o poder transformador dessas iniciativas para as pessoas envolvidas e seus familiares, além do alinhamento com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável", destacou o prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira, durante live transmitida pelo Estadão Blue Studio na quarta-feira, 15 de dezembro.

Na conversa com a jornalista Rita Lisauskas, o prefeito falou diretamente de Dubai, nos Emirados Árabes, onde dois dias antes ocorrera a cerimônia de premiação da edição 2020 do prêmio, postergada por causa da pandemia. Ele aproveitou a viagem para contatos e reuniões com possíveis investidores na cidade - que, em decorrência do duplo reconhecimento da ONU, ganhou fama e respeito entre os gestores públicos de todo o mundo.

Além do trivial 

O objetivo principal do programa Jaboatão Prepara é aprimorar a preparação dos estudantes para o vestibular e outras provas, a exemplo das realizadas para o ingresso nas escolas técnicas estaduais e federais. Ao mesmo tempo, amplia a qualificação desses jovens para o mercado de trabalho.

Trata-se também de uma estratégia para mantê-los em um ambiente construtivo - as aulas extras ocorrem aos sábados, tanto no período matutino quanto no vespertino, ao longo de todo o ano letivo. Assim como ocorre nas escolas do município durante toda a semana, a lista de presença é conferida automaticamente por reconhecimento facial. Caso um estudante não compareça, seus pais ou responsáveis recebem imediatamente um SMS informando a ausência.

Mais de 11.300 estudantes já passaram pelo programa, com índice de aprovação superior a 85% nos processos seletivos. "O mais bonito é ver o entusiasmo dos jovens com as aulas e o comprometimento dos familiares em incentivá-los", destacou o prefeito. 

Anderson Ferreira destacou que o alto índice de aprovação é resultado do investimento que a gestão municipal faz na educação, desde as crianças matriculadas nas creches aos anos finais. Nos últimos cinco anos, houve ampliação de 10% das escolas da rede municipal e mais de 2 mil professores foram convocados por meio de concurso público.

"Quando assumimos o mandato, há cinco anos, havia quatro creches municipais. Hoje são 23 e mais quatro serão inauguradas no início de 2022 e passaremos a atender mais de 5.200 crianças", ele exemplificou. 

A inovação constante é parte fundamental dessa evolução. Durante a pandemia, a prefeitura não se limitou ao ensino remoto por videoconferência: criou um canal na TV aberta e à disposição no YouTube para manter os estudantes conectados. Uma das novidades anunciadas para 2022 é o Circuito Pedagógico, que prevê a realização de aulas ao ar livre, em locais de destaque pelas condições naturais ou riqueza histórica. "A pandemia reforçou a visão de que é possível e necessário ir além do trivial para expandir a educação em novos formatos e estratégias", observou o prefeito.

Determinação e foco

Na premiação anterior da ONU, Jaboatão foi reconhecida pelo programa de coleta seletiva, que envolveu investimentos na melhoria da infraestrutura das cooperativas de catadores, incluindo quatro galpões de triagem com equipamentos, caminhões e bicicletas para a realização das coletas dos materiais recicláveis. O programa possibilitou o aumento da renda familiar dos catadores envolvidos e a inclusão dessas pessoas no programa habitacional do município - caminho por meio do qual conseguiram sair de situações de alta vulnerabilidade social.

O prefeito afirmou, durante a live, que muitas outras novidades virão, nas mais diversas áreas da gestão municipal. Apesar da crise que afetou todos causada pela pandemia da covid-19, o município conseguiu manter as contas equilibradas e investir em grandes projetos que vão contribuir para a atração de novos empreendimentos e para o turismo.

Estão em construção as seguintes obras: o maior parque da Região Metropolitana, num investimento de R$ 15 milhões; a nova orla, mais R$ 20 milhões, e a nova maternidade. A programação de pavimentação de ruas também não foi interrompida e agora Jaboatão está recebendo mais R$ 96 milhões, que serão aplicados na infraestrutura da cidade. "Temos determinação e foco para colocar Jaboatão no lugar que lhe é digno. E com certeza levamos a bandeira de Pernambuco junto", disse o prefeito de Jaboatão. 

Conteúdo produzido pelo estadão blue studio, a área de conteúdo customizado do estadão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.