Instituto Federal do Pará tem reitor pro tempore

Élio de Almeida Cordeiro assumiu temporariamente na última quinta-feira

Estadão.Edu, com informações do MEC,

09 Julho 2012 | 12h12

O professor Élio de Almeida Cordeiro foi designado pelo Ministério da Educação (MEC) como reitor pro tempore do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará. Ele assumiu o cargo na última quinta-feira, 5. Com a designação de Cordeiro, ficam afastados, enquanto durar processo de investigação, todos os dirigentes envolvidos em denúncias irregularidades na instituição.

Uma ação conjunta da Controladoria-Geral da União (CGU), Polícia Federal e Ministério Público Federal resultou, no dia 28 de junho deste ano, na prisão do então reitor, Edson Ary de Oliveira Fontes, e de outros três dirigentes, acusados de desvio de recursos públicos. Por força de habeas corpus, concedido na terça-feira, 3, Fontes responderá o processo em liberdade. Outras nove pessoas foram denunciadas.

O MEC já havia iniciado sindicância para apurar denúncias de supostas irregularidades na instituição. A investigação do Ministério Público identificou diversas fraudes em licitações, desvios de recursos e repasses irregulares de verbas da União. Durante auditoria, testemunhos e provas indicaram irregularidades. A partir daí, o MEC criou comissão de processo administrativo disciplinar (PAD), que resultou no pedido de afastamento preventivo de 13 servidores do instituto. Entre eles, o reitor e seu substituto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.