GABRIELA BILO/ ESTADÃO
GABRIELA BILO/ ESTADÃO

Instituições de ensino ou financeiras são alternativas ao Fies

Uma das possibilidade é o programa Educa Mais Brasil, que tem parceria com mais de 10 mil instituições e concede bolsas parciais

Amanda Souto Maior, Especial para o Estado

19 Maio 2015 | 03h00

Com as incertezas sobre contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), programa do Ministério da Educação (MEC), tem aluno pensando em alternativas para custear o ensino superior. Instituições de ensino e financeiras oferecem opções para garantir aos estudantes formas de financiar a graduação.

Por meio de parceria com mais de 10 mil instituições, o programa Educa Mais Brasil concede bolsas parciais, com descontos de até 70% nas mensalidades de cursos técnicos e de graduação.

Outra opção para financiar os estudos é o programa PraValer, da Ideal Invest. Disponível para estudantes de 265 instituições, já atendeu 50 mil alunos. Para os interessados, os pré-requisitos são: ter fiador, comprovar renda mínima de duas vezes o valor da mensalidade e não ter restrições de crédito.


O analista de suporte Marcelo Mendes, de 43 anos, conheceu o PraValer na universidade e optou pelo programa para financiar as mensalidades do curso de Gestão de Tecnologia de Informação, na Estácio Uni Radial. “Iniciei a faculdade em 2013 com o Fies, mas após três meses passei por problemas pessoais e acabei perdendo o benefício. Tentei ir pagando a faculdade, mas, com dificuldades financeiras, procurei alternativas.”

A estudante Aline Melo, de 20 anos, também não quer depender do Fies. Por isso, decidiu continuar tentando ingressar em Medicina em uma instituição pública. “Tenho amigos que começaram a cursar Medicina e que, por não conseguirem Fies, acabaram voltando para o cursinho.” 

Persiste a dúvida. As mudanças nas regras do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) causaram neste ano incertezas sobre o futuro do programa. Segundo estimativa do Ministério da Educação (MEC), 250 mil alunos ficaram de fora do financiamento estudantil, apesar de manifestar interesse.

Um dos que tentaram se cadastrar no Fies e não conseguiram foi Gabriel Pereira, de 20 anos. Aluno do curso de Aviação Civil, ele busca uma forma de não perder o semestre já cursado. “Vou conversar com a minha faculdade para tentar negociar um financiamento ou algo parecido. Caso não consiga, vou esperar e tentar novamente o Fies.”

Segundo a presidente da Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep), Amabile Pacios, as alterações nas regras do Fies têm impactos em várias dimensões - financeiras, pedagógicas e sociais. “Queremos que cada instituição de ensino tenha opções para que o estudante escolha qual se encaixa melhor no seu orçamento.”

Para tentar ampliar o número de contratos no Fies, o MEC negocia com o Ministério da Fazenda e com o Palácio do Planalto recursos para o segundo semestre de 2015.

Pra Valer

O QUE É: Programa de crédito universitário, com juros que variam de 0% a 2,19% ao mês

SITE: creditouniversitario.com.br

Educa Mais Brasil

O QUE É: Programa que oferece bolsas de até 70%

SITE: educamaisbrasil.com.br

Fundo de Financiamento Estudantil (Fies)

O QUE É: Programa do governo federal que permite ao estudante cursar uma graduação em uma instituição particular e, somente depois de formado, pagar as mensalidades a uma taxa de juros de 3,4% ao ano. O aluno só começa a arcar com o valor 18 meses após ter concluído o curso.

SITE: www.sisfiesportal.mec.gov.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.