Werther Santana / Estadão
Werther Santana / Estadão

Inscrições do Sisu do 2º semestre vão de 4 a 7 de junho

Podem participar estudantes que fizeram o Enem de 2018 e não tenham zerado na redação; algumas universidades públicas adotam notas mínimas ou médias mínimas para a inscrição em determinados cursos

Renata Okumura, O Estado de S.Paulo

17 de maio de 2019 | 12h10

SÃO PAULO - As inscrições para o segundo semestre de 2019 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) vão de 4 a 7 de junho. O Sisu é o sistema pelo qual as instituições públicas de ensino superior oferecem vagas aos candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os estudantes podem escolher até duas opções de curso, sendo possível alterá-las durante o processo de inscrição. 

Regras para participar

Podem se inscrever no Sisu os candidatos que fizeram o Enem de 2018 e tenham obtido na redação nota que não seja zero. Também não podem estar na situação descrita no item 2.5 do Edital do Enem 2018.

Segundo as normas do Sisu, é importante lembrar que algumas instituições adotam notas mínimas e/ou médias mínimas para inscrição em determinados cursos. Nesse caso, se a nota do candidato não for suficiente para concorrer àquele curso, o sistema emitirá mensagem com esta informação no momento da inscrição.

O estudante poderá se inscrever no processo seletivo do Sisu em até duas opções de vaga. Ele deve utilizar o número de inscrição e a senha do Enem do ano passado.

As inscrições podem ser feitas pela internet até 7 de junho. Não há cobrança de taxa. Confira o edital com as regras que foi publicado na quarta-feira, 15, no Diário Oficial da União.

O resultado será divulgado em 10 de junho. Entre 11 e 17 de junho, será o prazo para o candidato participar da lista de espera.

A matrícula da chamada regular ocorre entre 12 e 17 de junho. Já a convocação em lista de espera será feita a partir de 19 de junho.

Cronograma

  • 04/06 a 07/06 - Período de inscrições.
  • 10/06 - Resultado da chamada regular.
  • 11/06 a 17/06 - Prazo para participar da lista de espera.
  • 12/06 a 17/06 - Matrícula da chamada regular. Devendo ainda observar os dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição em seu edital próprio.
  • 19/06 - Convocação dos candidatos em lista de espera pelas instituições a partir desta data.

Confira algumas dúvidas esclarecidas no site do Sisu:

Quem pode se inscrever no Sisu 2º/2019?

Podem se inscrever no Sisu os candidatos que fizeram o Enem de 2018, tenham obtido na redação nota que não seja zero e não estejam na situação descrita no item 2.5 do Edital do Enem 2018. É importante ressaltar que algumas instituições adotam notas mínimas e/ou médias mínimas para inscrição em determinados cursos. Nesse caso, no momento da inscrição, se a nota do candidato não for suficiente para concorrer àquele curso, o sistema emitirá mensagem com esta informação.

O candidato que participou do Sisu em etapas anteriores e foi selecionado pode concorrer nesta edição?

Sim, caso tenha feito o Enem de 2018.

O candidato matriculado em instituição de educação superior pode concorrer no processo seletivo desta edição do Sisu?

Sim, caso tenha feito o Enem de 2018. Mas o estudante de graduação não pode ocupar duas vagas simultaneamente em instituições públicas de educação superior, conforme estabelece a Lei nº 12.089, de 11 de novembro de 2009.

Há oferta de vagas específicas para políticas de ações afirmativas no Sisu?

Todas as universidades federais, institutos federais de educação, ciência e tecnologia e centros federais de educação tecnológica participantes do Sisu terão vagas reservadas para estudantes que cursaram o ensino médio em escolas públicas, de acordo com a Lei nº 12.711/2012 (Lei de Cotas), alterada pela Lei nº 13.409/2016. Há instituições participantes do Sisu que disponibilizam, ainda, uma parte de suas vagas para políticas afirmativas próprias.

Assim, em determinados cursos, pode haver três modalidades de concorrência: vagas de ampla concorrência, vagas reservadas de acordo com a Lei nº 12.711/2012 (Lei de Cotas) e vagas destinadas às demais ações afirmativas da instituição. O candidato deve, no momento da inscrição, optar por uma dessas modalidades, de acordo com seu perfil.

Dessa forma, durante a chamada regular do Sisu, o candidato que optar por uma determinada modalidade de concorrência estará concorrendo apenas com os candidatos que tenham feito a mesma opção, e o sistema selecionará, dentre eles, os que obtiveram as melhores notas no Enem de 2018.

O sistema faculta às instituições a adoção de um bônus como forma de ação afirmativa. A instituição atribui uma pontuação extra (bônus), a ser acrescida à nota obtida no Enem pelo candidato. Nestes casos, o candidato beneficiado com a bonificação concorre com todos os demais inscritos em ampla concorrência.

Saiba quais são as diferenças entre Sisu, ProUni e Fies

O Programa Universidade Para Todos (ProUni) é um programa do Ministério da Educação que concede bolsas de estudo integrais e parciais de 50% em instituições privadas de educação superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior. As inscrições são feitas no site do programa.

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do Ministério da Educação que visa conceder financiamento a estudantes em cursos superiores em instituições particulares e participantes. Atualmente, ele oferece duas modalidadesjuros zero ou financiamentos que variam conforme a renda familiar do candidato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.