Inep vai usar lacres eletrônicos para reforçar segurança do Enem

Dispositivo registra o horário de fechamento e de abertura dos envelopes de prova

Agência Brasil,

31 Outubro 2012 | 16h01

A edição do Enem deste ano terá um reforço na segurança. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) vai usar lacres eletrônicos para o fechamento de 10 mil malotes de provas, cerca de 25% do total.

O  investimento de R$ 3,7 milhões é referente a 20 mil dispositivos de segurança, que registram o horário do fechamento do malote na gráfica e o horário em que foi aberto no local de aplicação da prova. Eles poderão ser utilizados em até seis exames.

Apenas metade será utilizada no Enem e o restante em outros exames, como o Exame Nacional de Desempenho do Estudante (Enade). O valor do contrato com a gráfica RR Donnelley foi divulgado nesta quarta-feira, 31, no Diário Oficial da União.

As provas do Enem serão aplicadas em 1.615 municípios de todo o País neste fim de semana, dias 3 e 4 de novembro. Os portões de acesso serão abertos às 12h e fechados às 13h (horário brasileiro de verão). O Ministério da Educação (MEC) recomenda que todos os participantes compareçam ao local de realização das provas até o meio-dia.

O ministério alerta que o preenchimento do cartão de respostas e a redação devem ser feitos com caneta esferográfica de tinta preta, fabricada com material transparente. Outra cor de tinta impossibilitará a leitura óptica do cartão de respostas.

O Enem é composto por quatro provas objetivas, com 45 questões cada, e uma redação. No sábado, serão aplicadas as avaliações de Ciências Humanas e Ciências da Natureza. No domingo, serão realizadas as provas de Linguagens e Códigos e de matemática, além da redação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.