Inep corrige notas do Enem e Objetivo Integrado passa a ser o melhor de São Paulo

Com correção, colégio foi do 22º para o 3º lugar entre os melhores do Brasil

Cedê Silva, Especial para o Estadão.edu

04 Outubro 2011 | 16h14

O Inep, órgão responsável pelo Enem, informou hoje que modificou o resultado do Enem 2010 por escolas, após algumas instituições terem solicitado "esclarecimentos ou reconsiderações de notas".

Em 13 de setembro, um dia após a divulgação do ranking, o Colégio Objetivo Integrado, de São Paulo, encaminhou ofício ao Inep informando que tinha 43 alunos, e não 56, como constava na relação divulgada pelo MEC. Outros dois colégios - o Itacorubi, de Florianópolis, e o Colégio Einstein, de Goiânia - também tiveram pedidos aprovados. O Inep não informou quantas escolas pediram correção das notas nem quais os novos índices desses colégios.

Com a modificação, o Objetivo Integrado passa do 22º para o 3º lugar na lista de melhores médias do Enem em todo o Brasil, e ultrapassa o Colégio Vértice como o melhor no Estado de São Paulo. A média de 715,95 foi corrigida para 753,92 - a do Vértice é de 743,75. O Colégio de São Bento, no Rio, e o Instituto Dom Barreto, de Teresina, permanecem com as duas melhores médias do País.

Para João Carlos Di Genio, diretor do Objetivo Integrado, a correção foi "elogiável". "É bom corrigir, ter a coragem de mudar", disse. Di Genio diz não saber por que o Inep errou, incluindo 13 alunos a mais.

Além da nota, o Inep ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Mais conteúdo sobre:
ObjetivoMECEnemInep

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.