Indústria química Rohm and Haas quer 12 estagiários

A Indústria química Rohm and Haas abriu 12 vagas de estágio para estudantes que cursem Administração de Empresas, Economia, Engenharia Química, Engenharia Mecânica e Engenharia Eletrônica, com formatura prevista para dezembro de 2006. Do total de vagas, quatro valem para São Paulo e oito para Jacareí (SP).O processo seletivo é administrado pelo Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) e as inscrições podem ser feitas pelo site www.ciee.org.br.Para concorrer às vagas, os candidatos devem ter conhecimentos de inglês intermediário. Competências como bom relacionamento interpessoal, iniciativa e criatividade também serão avaliadas.Dois anosOs selecionados receberão benefícios, entre eles plano médico, transporte e alimentação. O programa dura dois anos e o estagiário fica durante seis meses em cada setor.?Dessa forma, ele tem uma visão geral do que é uma indústria química e como funciona?, diz Juliana Perretti, especialista de RH da Rohm and Haas. ?Neste ano, queremos garantir o crescimento e o aproveitamento do jovem, direcionando os estagiários para a área com que tenham mais afinidade.?De acordo com ela, o programa de estágio busca formar os futuros profissionais da empresa. Apesar de a efetivação não ser garantida, a experiência vem, aos poucos, mostrando resultados positivos. Em quatro anos, das 150 contratações feitas pela empresa, 14 foram de estagiários.Esforço compensadoUm dos contratados é o ex-estagiário Luiz Gustavo Leite Oliveira. Formado em Engenharia Química na Faculdade de Engenharia de Lorena (SP), Luiz encarava uma rotina nada fácil à época do estágio.Saía de Lorena às 6h00, para chegar na empresa, em Jacareí (SP), duas horas depois; às 17h00 tornava a pegar o ônibus de volta para Lorena, e estava às 19h00 na faculdade, onde as aulas terminavam às 23h00.?Mas, apesar de ter sido difícil, o resultado foi muito positivo?, diz Luiz, efetivado em janeiro do ano passado. Ele vai além, comentando outros benefícios do estágio: ?O conhecimento prático que adquiri foi valioso?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.