Índio vai elaborar o programa de educação de sua comunidade

O índio deverá participar da elaboração do programa de educação que o governo prepara para sua comunidade. Essa foi uma das conclusões do Seminário Nacional de Implementação da Legislação Indígena e dos Cursos de Formação de Professores Indígenas, realizado nesta terça-feira, em Brasília. O seminário reuniu os ministérios da Educação e do Meio Ambiente, a Fundação Nacional do Índio (Funai) e de organizações não governamentais, segundo informa a Agência Brasil. Segundo o coordenador de apoio à escola indígena do MEC, Kléber Matos, o objetivo é criar condições para que os próprios índios assumam todo o processo educativo das comunidades, desde a definição dos currículos escolares até a formulação do material didático. "A escola indígena só tem sentido hoje se ela estiver sob a direção das próprias comunidades", disse Matos. Atualmente, há no Brasil 220 sociedades indígenas reconhecidas, em 24 estados. E, segundo o último censo realizado (em 1999), há 93 mil índios estudando nas escolas, onde lecionam 3.999 professores. O seminário ocorre até sexta-feira, no Hotel San Marco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.