Imprensa estrangeira mostra surpresa com caso da Uniban

Maioria dos comentários dos veículos de comunicação no mundo afirma que episódio revela hipocrisia

BBC Brasil, BBC

10 Novembro 2009 | 18h54

A polêmica em torno da estudante Geisy Arruda, hostilizada por colegas da Universidade Bandeirante (Uniban) em São Bernardo do Campo (SP) por usar um vestido curto no dia 22 de outubro, foi destaque em alguns dos principais sites de notícias e blogs estrangeiros nesta última terça-feira, 10.

 

Veja também

linkUniban segue culpando Geisy e não vai punir agressores

linkMEC arquiva pedido de investigação sobre a Uniban

linkAssessores haviam desaconselhado punição

linkReitor da Uniban revoga expulsão de Geisy Arruda 

A maior parte das reportagens reflete a surpresa dos estrangeiros ao constatar a repercussão em torno de um vestido curto no Brasil, país cuja imagem está intimamente ligada ao carnaval e às praias, onde as mulheres usam biquínis pequenos.

O caso foi citado em sites de jornais como os americanos The New York Times e Washington Post, o inglês The Guardian, o espanhol El País e o argentino Clarín. No site da BBC em inglês, a notícia do recuo da universidade, que desistiu de expulsar a estudante, ficou entre as dez mais acessadas nesta terça-feira.

O The Times of India, da Índia, destacou o caso com o título "No ousado Brasil, estudante é expulsa por causa de minivestido".

Já o New York Times tentou explicar a situação a seus leitores dizendo que "apesar do Brasil ser conhecido por suas roupas reveladoras - especialmente nas cidades litorâneas, onde muitos biquínis são chamados de fio dental - a maioria das estudantes universitárias se veste de forma mais discreta no campus, normalmente usando jeans e camisetas."

"Caricato"

Os comentários dos leitores nos sites também revelam incompreensão e até indignação com o comportamento dos estudantes que hostilizaram Geisy e com a atitude da universidade, que chegou a anunciar a expulsão da aluna.

Um dos leitores do site do jornal espanhol El País questiona com ironia se o fato aconteceu mesmo em São Paulo e não numa nação islâmica. Já no site americano Huffington Post, considerado um dos mais influentes do mundo, um internauta indaga se a polêmica em torno do minivestido se deu em alguma escola do conservador meio-oeste americano.

Outro diz que numa escala de zero a dez, os brasileiros atingiram nível máximo de estupidez.

Uma leitora do The Guardian declara que se expressar faz parte do aprendizado de um estudante e questiona se as aulas oferecidas pela universidade não são boas o suficiente para evitar que os alunos façam tal tumulto por causa de um par de pernas. No Jornal de Notícias, em Portugal, um comentário classifica a situação como "caricata".

Contra Geisy

Mas nem todas as opiniões são favoráveis a Geisy. Um leitor do China Daily afirma que a universidade estava absolutamente correta em expulsá-la e que a sala de aula é local para aprendizado e não para desfiles de moda.

No The Guardian, um dos comentários diz que o comportamento da estudante é uma vergonha e uma afronta à decência.

Um leitor do El País afirma que as pessoas acreditam que no Brasil o Carnaval se reflete na forma de vestir e pensar da população e que isso tem que mudar.

Outro usuário do mesmo site afirma que universidades do mundo inteiro têm políticas acerca das roupas dos alunos e que é preciso respeitar as salas de aula. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
comportamento Uniban Geisy expulsão minissaia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.