Homem está mais para roedor do que para carnívoro

A comparação de uma região do genoma humano com seu equivalente em 12 outros animais mostrou que o Homem está muito mais próximo de camundongos e ratos do que de cães e gatos. ?A análise fornece evidências definitivas de que estamos muito mais próximos dos roedores do que dos carnívoros?, afirmou Eric Green, chefe da equipe de pesquisadores.O National Human Genome Research Institute (NHGRI) e várias universidades americanas compararam a mesma região de DNA do chimpanzé, babuíno, gato, cachorro, vaca, porco, rato, camundongo, galinha, do peixe paulistinha e duas espécies de baiacu. ?Na seqüência você encontra mudanças no genoma que ocorreram em humanos e roedores, mas não em outras famílias?, disse Green, que é diretor científico do NHGRI.Este foi o primeiro trabalho a comparar tantas espécies. Nos seres humanos, esse trecho do DNA comparado é bastante estudado, pois contém o gene CFTR, que provoca a fibrose cística - a mais comum doença genética entre caucasianos - quando sofre mutação. O estudo comprova também que os genes são apenas uma pequena parte da história genética.

Agencia Estado,

13 de agosto de 2003 | 18h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.