Hermeto e Monobloco ensinam música para crianças da rede municipal

Iago pretende tocar piano, mas o tio, que tem um, não deixa. Carolina quer tocar bumbo, instrumento que conheceu na fanfarra da escola. Mas, nesta segunda-feira, descobriram pelas mãos de Hermeto Paschoal e Pedro Luiz e o Monobloco que a música também pode estar no fundo de um balde, em panelas, saleiros e colheres podem produzir sons que vão além dos ruídos de uma refeição. As três crianças, alunas da rede municipal que moram na periferia da cidade, junto com outros 250 colegas, tiveram ontem aulas de iniciação musical com artistas como Hermeto Paschoal e Pedro Luiz e o Monobloco. O projeto faz parte de uma parceria da Prefeitura com a empresa de telefonia Tim e começa de fato a partir de abril. A idéia é que as oficinas de música atinjam dez escolas - cerca de 5 mil estudantes - e, posteriormente, selecionem 100 crianças que se destacarem nas aulas. Esse grupo deve ter aulas mais específicas, receber ajuda de custo de R$ 50 mensais e, em novembro, fazer uma apresentação especial. A ´aula inicial´, dada ontem no Parque do Ibirapuera, também contou com a presença de cantores, como Wanderléa e do ministro da Cultura, Gilberto Gil. Também no parque, a prefeita Marta Suplicy (PT) lançou nesta-segunda-feira, simbolicamente, o início das obras do auditório local, previsto no projeto original do Ibirapuera, idealizado por Oscar Niemeyer em 1954. A construção deve abrigar 900 pessoas e ser concluída em 25 de janeiro de 2004, aniversário de 450 anos da cidade. O custo estimado é de R$ 12 milhões, pagos pela Tim.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.