Harvard, o prêmio para o primeiro colocado

Ana Bizzotto, especial para o Estado,

30 de abril de 2009 | 01h09

SÃO PAULO - Entre os colegas, Gustavo Akkerman, de 22 anos, é conhecido como "o cara", "o mito". Já está no 5º ano de Direito na FGV e não teve de gastar nenhum centavo com o curso, cuja mensalidade é de R$ 3.019. Primeiro colocado no vestibular, ganhou bolsa integral por um ano. Repetiu a dose nos outros anos: mais bolsas integrais. De quebra, foi o vencedor da seleção para o cobiçado estágio na Harvard Law School, nos Estados Unidos.

"A estrutura, os professores, os eventos, é muito impressionante, parece até que você está em outra dimensão", diz, Gustavo que teve aulas em Harvard de direito societário, concorrencial, fusões e aquisições.

‘COMMON LAW’

Gustavo trabalha meio período no escritório de advocacia Barbosa, Müssnich e Aragão. O estágio começou antes do intercâmbio e foi mantido após seu retorno. "O sistema de common law dos americanos é parâmetro para outros países e tem uma grande influência sobre o direito societário e de fusões e aquisições no Brasil", diz ele, que pretende seguir carreira nessa área.

Hoje Gustavo tem certeza de que fez a coisa certa ao escolher a FGV - como também tinha sido aprovado entre os 30 primeiros na USP, chegou a se matricular no Largo São Francisco. "O curso é tão intenso que fui absorvido. Senti que era meu destino." Aplicadíssimo, recusou um convite para gravar um vídeo para o Estado. "Desculpe, mas tenho prova."

Tudo o que sabemos sobre:
pontoedu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.