Haddad diz que problema com gráfica não atrasará realização do Enem

Ministro da Educação diz estar tranquilo; gráfica Plural ganhou liminar na Justiça para continuar no páreo

Luciana Alvarez e Carolina Stanisci, O Estado de S.Paulo e Estadão.edu

13 Agosto 2010 | 11h41

O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou na manhã desta sexta-feira estar tranquilo em relação à realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), previsto para os dias 6 e 7 de novembro.

 

"Está tudo dentro do prazo", disse ele, que esteve presente na inauguração das novas instalações do câmpus da Unifesp, em São José dos Campos. Haddad não quis comentar sobre os problemas ocorridos no processo de licitação da gráfica. 

 

Desclassificada da licitação, a gráfica Plural moveu ação na Justiça para continuar concorrendo para realizar o exame. No ano passado, a prova foi furtada dentro da empresa.

 

Para Haddad, o problema da decisão judicial não vai atrasar a realização do Enem. "Como a questão está na Justiça, vamos aguardar o posicionamento da juíza. A gráfica levou seus argumentos, o Inep explicou porque desclassificou a gráfica. Agora cabe ao Judiciário a palavra fina", disse.

 

Até segunda-feira, diz Haddad, haverá uma decisão sobre a gráfica a ser a escolhida para fazer o Enem.

 

Atualizado às 16h26

Mais conteúdo sobre:
enem educação gr´áfica atraso

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.