Haddad defende mais de uma edição do Enem por ano

Haddad defende mais de uma edição do Enem por ano

Na avaliação do ministro, a realização de mais edições anuais do Enem reduziria os problemas

Rafael Moraes Moura, Agência Estado

16 Novembro 2010 | 14h12

O ministro da Educação, Fernando Haddad, defendeu nesta terça-feira, 16, a realização de mais de uma edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) por ano. Segundo ele, o processo permitiria a aplicação da prova com mais tranquilidade e parceiros.

 

Veja também:

blogAcompanhe o depoimento no blog Ponto.Edu

linkData do novo Enem sai até a próxima semana, diz Haddad

 

“Penso que teríamos menos atropelos, mais tranquilidade, mais parceiros, mais empresas interessadas em colaborar com o setor público”, afirmou o ministro, durante audiência da Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal.

 

Na avaliação de Haddad, a realização de mais edições anuais do Enem reduziria os problemas verificados no exame.

 

“A saída adequada e já planejada é que se realizem mais edições do Enem por ano, isso vai mitigar, se não a totalidade, a quase totalidade dos problemas que o Inep enfrenta com falhas às vezes humanas, às vezes ocorrências que não estão sob a sua governabilidade", disse. "É possível e desejável que haja mais de uma edição ao ano do Enem."

 

Outro ponto positivo, segundo Haddad, é a possibilidade de o estudante se inscrever mais de uma vez, escolhendo qual edição vai participar. “Se ele (estudante) se absteve (de alguma edição), tem no horizonte uma nova oportunidade”, afirmou.

Mais conteúdo sobre:
enemfernando haddad

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.