Guia da redação do Enem começa a ser distribuído na próxima semana

Material de 52 páginas orienta os candidatos sobre as regras da prova

Estadão.edu, com informações da Assessoria de Imprensa do Inep,

04 de setembro de 2012 | 14h09

O guia da redação do Enem 2012 começará a ser distribuído na próxima semana. Lançado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) em 30 de julho, o manual visa a ajudar os candidatos que farão as provas nos dias 3 e 4 de novembro. Ele já está disponível para download no site do Inep (portal.inep.gov.br), mas seguirá para as escolas públicas para que os professores possam utilizá-lo no treinamento dos alunos em sala de aula. Os candidatos que solicitaram atendimento especial, como prova ampliada e braille, também vão receber o guia.

 

O material tem 52 páginas e foi elaborado pela equipe da Diretoria de Avaliação da Educação Básica (Daeb) do Inep, em conjunto com especialistas em língua portuguesa. Ele esclarece o que é um texto dissertativo-argumentativo, detalha os critérios de correção e apresenta exemplos de provas que conseguiram a pontuação máxima (1 mil pontos). Segundo o Ministério da Educação, serão rodadas inicialmente 1,7 milhão de cópias.

 

Produzido ao custo de R$ 2 milhões, o guia contém uma orientação diferente do edital que define suas regras. A divergência é nos critérios de anulação da redação e pode provocar confusão.

 

No manual, há a informação de que o "desrespeito aos direitos humanos" é motivo para atribuir nota zero ao texto. Mas isso não está entre os motivos para anulação elencados no edital. O respeito aos direitos humanos está apenas entre os critérios de avaliação - sem que isso possa zerar.

 

O Ministério da Educação (MEC) argumenta que não há contradição, mas uma diferença de objetivos. O edital explicitaria as situações em que o estudante terá nota zero, enquanto o guia detalha "que um critério decisivo para a avaliação da redação é o respeito aos direitos humanos".

Tudo o que sabemos sobre:
EnemRedação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.