Grevistas impedem matrículas de aprovados pelo Sisu na UFRB

Universidade Federal do Recôncavo Baiano ofereceu 850 vagas para aprovados pelo programa

Tiago Décimo, de O Estado de S.Paulo,

29 Junho 2012 | 16h52

SALVADOR - Lideranças grevistas do Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e da Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB) impediram, nesta sexta-feira, 29, que os estudantes aprovados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) pudessem fazer matrícula na UFRB, única universidade federal baiana que aceita o sistema como método de seleção.

De acordo com a assessoria da UFRB, as lideranças grevistas bloquearam a entrada do Pavilhão de Aulas I, onde seriam realizadas as matrículas, em Cruz das Almas, 146 quilômetros a oeste de Salvador, e instruíram os estudantes a retornar.

Segundo informações da universidade, a procura dos aprovados foi pequena no primeiro dia de matrículas, que seguem até o dia 5 na instituição. A maior procura de estudantes aprovados no Sisu deve ser verificada a partir do dia 3, já que segunda-feira é feriado no Estado.

A universidade ofereceu 850 vagas para aprovados pelo Sisu. A reitoria da UFRB informa que negocia a liberação da entrada na unidade com a direção da Assufba e que, por enquanto, não vai adotar a suspensão das matrículas, como fez a Universidade Federal do Ceará.

Mais conteúdo sobre:
Sisu greve

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.