Grevistas da USP serão multados se fizerem piquete

Multa é de R$ 1 mil por dia; decisão de juíza afeta câmpus da Cidade Universitária e unidades externas à USP

Estadão.edu

04 de maio de 2010 | 18h41

A reitoria da Universidade de São Paulo divulgou hoje que conseguiu na Justiça liminar para que os funcionários grevistas da universidade sejam multados em R$ 1 mil por dia, caso sejam montados piquetes e o acesso aos prédios da instituição fique prejudicado. A paralisação está programada para começar amanhã, a partir das 6h.

 

A decisão da juíza Celina Kiyomi Toyoshima, da 1ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo, vale para o câmpus da Cidade Universitária e para unidades externas. De acordo com a juíza, que acatou pedido da reitoria da universidade, não haverá pagamento dos dias não trabalhados.

 

A greve da USP foi anunciada pelo Sindicato dos Trabalhores da USP (Sintusp) no dia 29. O sindicato afirmou que a paralisação será por tempo indeterminado.

 

A categoria reivindica reposição de 16% e incorporação de R$ 200 ao salário-base. E também quer a extensão para todos os servidores das universidades estaduais paulistas de reajuste de 6% retroativo a fevereiro concedido aos professores em março.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.