Grevista vê avanço em negociação

Reitora promete aumento de vale-alimentação e revisão de plano de carreira

Simone Iwasso,

23 Junho 2009 | 20h43

A reitora Suely Vilela apresentou hoje propostas que foram bem recebidas pelo Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp). Pela primeira vez os grevistas admitiram que houve avanços na negociação. Amanhã haverá uma nova reunião entre as partes para tentar um entendimento sobre a pauta específica e, assim, tentar encerrar a greve.  Entre as propostas apresentadas pela reitoria estão: reajuste do auxílio-alimentação para R$ 400 (o sindicato pede R$ 600), a promessa de que o governo enviará à Assembleia um projeto para regularizar a situação de mil funcionários com contratações questionadas pelo Tribunal de Contas do Estado e de que será rediscutido o plano de carreira dos servidores (já apresentado ao Conselho Universitário, mas rejeitado pelo sindicato). "A pauta teve alguns avanços.Foi importante discutir o projeto de carreira, mas ela não completou toda a pauta", disse o diretor do Sintusp, Magno de Carvalho, referindo-se à reitora.

Mais conteúdo sobre:
greve na usp

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.