Governo estuda poupança para estimular jovens nas escolas

O ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias, disse nesta quinta-feira, 22, em entrevista no Palácio do Planalto, que o governo estuda criar uma poupança para crianças e jovens. Ao concluir o ensino fundamental ou o médio, o estudante poderá sacar o dinheiro para garantir a continuidade dos estudos. "A idéia é motivar a criança a ter uma relação efetiva e afetiva com a escola", afirmou.Na entrevista, Patrus Ananias ponderou que a proposta está na fase inicial de análise no âmbito do governo. "Têm pessoas que questionam se é razoável dar uma bolsa para a criança ficar na escola", disse. "Essas pessoas ressaltam também a importância de tornar a escola mais atraente."Ele salientou que ainda não há estudo de viabilidade econômica da proposta. A princípio, o jovem poderia também sacar o dinheiro para montar um pequeno negócio. Não está definido ainda o valor do depósito mensal nessas contas de poupança. A definição do valor poderá levar em conta a quantia recebida pelos beneficiários do Bolsa Família.O ministro relatou que, numa reunião do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com ministros da área social, no Planalto, foi definido que os benefícios do Bolsa Família serão reajustados em 16%, provavelmente neste semestre. Também ficou decidido que as famílias com filhos de até 18 anos poderão receber o benefício.

Agencia Estado,

22 de março de 2007 | 18h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.