Governo e escolas debatem formação do profissional de saúde

O ministro da Saúde, Saraiva Felipe, esteve nesta terça-feira na abertura do 1º Seminário sobre o Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional em Saúde (Pró-Saúde), que reúne diretores e coordenadores de 90 instituições de ensino superior.Lançado em 3 de novembro de 2005, o Pró-Saúde é um programa desenvolvido pelos Ministérios da Educação (MEC) e da Saúde para que a formação dos profissionais de saúde esteja adequada às necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS). O projeto, que recebe em média R$ 36 milhões a cada ano, selecionou 90 instituições para a primeiro etapa. Uma delas, a Universidade Federal de Goiás (UFG), receberá R$ 1,5 milhão para aperfeiçoar os cursos de medicina, odontologia e enfermagem.

Agencia Estado,

07 de fevereiro de 2006 | 16h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.