Werther Santana/ Estadão
Werther Santana/ Estadão

Governo do Amazonas suspende a aplicação do Enem em escolas estaduais

Decreto publicado pelo governador Wilson Lima na noite desta quarta-feira considera a grave crise de saúde pública provocada pela pandemia de coronavírus no Estado

Mariana Hallal, O Estado de S.Paulo

15 de janeiro de 2021 | 03h20

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), publicou um decreto na noite desta quinta-feira, 14, suspendendo o uso das escolas públicas estaduais estaduais para a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A proibição vale para os dias 17 e 24 de janeiro, datas em que as provas serão realizadas em todo o País.

O decreto publicado pelo governador considera a grave crise de saúde pública causada pela pandemia de covid-19 no Estado. O Amazonas enfrenta uma nova explosão de casos da doença e sofre com falta de oxigênio nos hospitais. Médicos que trabalham em Manaus relatam que isso está levando os pacientes à morte por asfixia.

Na quarta-feira, Manaus já tinha decidido impedir a realização das provas em escolas municipais. No mesmo dia, a Justiça Federal do Amazonas suspendeu a aplicação da prova no Estado. A decisão liminar determina o adiamento do exame até o fim do estado de calamidade pública decretado pelo governador em 6 de janeiro, que vale até 5 de julho. A Advocacia-Geral da União (AGU) recorreu da decisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.