Global Challenge tem recorde de inscrições no Brasil: mais de 200

Um total de 215 Equipes se inscreveram para a competição ?Global Management Challenge Brasil? deste ano. Trata-se de um número recorde em 22 edições anuais do certame no Pais. Iniciadas em 5 de outubro, as inscrições se encerraram no dia 5 de dezembro. O público alvo são estudantes das áreas de Administração de Empresas, Economia, Engenharia e afins, pós-graduação ou MBAs, bem como profissionais em geral que atuam em gestão empresarial.Daquele total, 189 são Equipes de Estudantes e 26 Equipes Profissionais ou Mistas. Apenas metade delas, até agora, teve suas inscrições oficialmente confirmadas. As demais deverão ser notificadas disso até meados de dezembro, após a checagem e processamento dos dados enviados.O número final de inscritos poderá, então, se alterar para um pouco menos. Ou mesmo um pouco mais, pois também existem casos de equipes que enviaram fichas de inscrições incompletas e ganharam um prazo adicional para preencherem os dados que faltam.Desde 1981O certame se realiza no Pais desde 1981, tendo sido interrompido apenas no ano de 2002. No retorno este ano, a 2M10 Comunicação & Empreendimentos de Mídia assumiu o papel de nova organizadora local, devidamente credenciada pela empresa portuguesa SDG ? Simuladores e Modelos de Gestão, promotora mundial do certame.Outra novidade é que o jornal O Estado de S.Paulo passou a ser o veículo oficial de divulgação do concurso. A EDP Brasil, um dos maiores investidores europeus no setor elétrico brasileiro, a Vivo, a maior operadora de telefonia celular do Brasil e da América Latina, a consultoria global Accenture e a empresa de softwares SAP são as patrocinadoras oficiais do certame nacional deste ano.Além disso, apóiam institucionalmente o evento o Instituto Roberto Simonsen (da Fiesp), o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), a TAP - Air Portugal, o Microsoft Office, o Portal Estadão, a Rádio Eldorado, a Agência Estado e o portal Universia.RevelaçõesO Global Challenge tem sido um evento de grande sucesso por revelar e destacar jovens gestores e alunos universitários que, divididos em equipes de cinco componentes cada, simulam o papel de diretores de uma empresa, e disputam entre si para saber qual grupo tem melhor desempenho na condução do negócio.A competição de 2003 será realizada em três turnos, dois deles exclusivamente via internet, em janeiro e fevereiro de 2004, e um final presencial em São Paulo, em março.As decisões tomadas pelas equipes em cada etapa são analisadas por um sofisticado software de patente britânica que simula seus impactos na vida da respectiva empresa virtual, bem como no desempenho das empresas conduzidas pelas demais equipes concorrentes, numa representação exata do que ocorreria numa situação real de mercado.1.080 decisõesNo total, as equipes que chegarem à final terão tomado 1.080 decisões diferentes. Ganha a equipe que, na conclusão, conseguir a maior valorização simulada das ações de sua empresa.Com o retorno do certame no Brasil, somam-se 11 os países que terão representantes automaticamente inscritos para a competição mundial que, relativamente à edição de 2003, ocorrerá em fins de março de 2004 no Funchal, na Ilha da Madeira. Participarão também representantes de Portugal, China, Espanha, França, Itália, México, Alemanha e Polônia, entre outros.Nessa fase, cada equipe é desafiada a tomar mais 360 diferentes e complexas medidas de caráter administrativo-financeiro. Os participantes do certame mundial têm viagens e estadias pagas e os currículos das Equipes de Estudantes passam a fazer parte de um Banco de Talentos bastante disputado por empresas em geral.O manual do certame já está disponível para consulta pelos participantes no site do GMC, assim como outras informações: www.globalchallenge.com.br.

Agencia Estado,

08 de dezembro de 2003 | 14h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.