Felipe Cordeiro/Estadão
Felipe Cordeiro/Estadão

Fuvest tira prova de todas as escolas estaduais por temer ocupação

Organização do vestibular, que tem a 1ª fase neste domingo, fez a 1ª substituição após a ocupação de uma escola em Guarulhos

O Estado de São Paulo

26 Novembro 2015 | 19h50

SÃO PAULO - Com o temor de novas ocupações em escolas estaduais, a Fuvest anunciou nesta quinta-feira, 26, a mudança do endereço de prova para todos os candidatos que fariam a prova em dez colégios do Estado. Apenas um deles, em Guarulhos, na Grande São Paulo, está ocupado. Por precaução, a organização decidiu excluir a prova em todos as unidades da rede estadual paulista.

A primeira fase da Fuvest acontece neste domingo, 29. Inicialmente, a primeira escola a ter a prova cancelada foi a Conselheiro Crispiniano, na Vila Progresso, em Guarulhos. Depois, a organização alterou o local de prova em mais sete escolas. E nesta quinta-feira, anunciou que nenhuma escola estadual paulista teria o exame. 

Os candidatos, que fariam a prova em Guarulhos, foram transferidos para a Universidade de Guarulhos (UnG), no centro. A escola é uma das 754 do Estado que passarão pela reorganização escolar, para que tenha só um ciclo de ensino. A unidade, a partir do próximo ano, não terá mais o ensino médio. Os alunos ocuparam o prédio na segunda-feira, em protesto contra a mudança.

Alterações. Todos os cerca de 6 mil candidatos que tiveram o local de prova alterado podem consultar a mudança de endereço no site da Fuvest. A organização informou que tomou "providências para permitir que a prova ocorra dentro da normalidade desejada pela instituição e pelos candidatos”.

A Fuvest disse também que os alunos que tiverem o local de prova transferido serão informados da alteração por mensagem de texto de celular, e-mail e por telefone cadastrados na ficha de inscrição. Segundo a fundação, serão colocados no domingo funcionários nas escolas que forem substituídas para orientar os candidatos sobre o novo local. 

Prova. O vestibular deste ano teve 142.721 candidatos, que disputam 9.688 vagas na USP e na Santa Casa. O curso de Medicina no câmpus de Ribeirão Preto é o mais concorrido, com 71,93 candidatos para cada uma das 90 vagas ofertadas. Na sequência, aparecem os cursos de Psicologia e Medicina, no câmpus da capital.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Fuvest USP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.