Fuvest tem a maior abstenção em três anos

A abstenção no primeiro dia de provas da 2ª fase da Fuvest, neste domingo, foi a mais alta dos últimos três anos. Participaram da prova 29.340 dos 31.104 convocados, um índice de 5,67% de abstenção. Em 2005, o índice tinha sido de 4,4% e em 2004, de 4,56%. O maior número de faltas foi no interior do Estado. Em Campinas, pelo menos 18 estudantes chegaram atrasados nos dois locais de prova da cidade. ?Vi na internet que a prova iria começar às 14 horas?, lamentou a candidata ao curso de Letras Elisa Domingues Coelho, de 19 anos, que chegou às 13h12 no Colégio Liceu. Em Santos e em Ribeirão Preto, mais atrasados e reclamação sobre a hora de início da prova. ?Faltou informação?, disse o vestibulando Helenton Vinicius Mistura. O exame, assim como ocorrerá nos próximos dias da segunda fase, começou às 13 horas. É preciso chegar uma hora antes aos locais de prova. A partir desta segunda-feira, no entanto, as provas durarão três horas apenas.A Fuvest deste ano seleciona 9.952 alunos para a Universidade de São Paulo (USP), 100 para a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa e 195 para a Academia de Polícia Militar do Barro Branco. Os resultados saem no dia 8 de fevereiro.

Agencia Estado,

08 de janeiro de 2006 | 23h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.