Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Fuvest recomeça para 29 mil neste domingo

Nova etapa, que vai até terça-feira, tem primeiro exames de Redação e dez questões de Português

Marco Antônio Carvalho, O Estado de S. Paulo

04 Janeiro 2015 | 11h02

Atualizado às 14h11.

SÃO PAULO - Quase 29,7 mil candidatos começam neste domingo, 4, a segunda fase da Fuvest, exame que dá acesso à Universidade de São Paulo (USP). Esta etapa decisiva, que começa com os exames de Redação e dez questões de Português, vai até terça-feira, 6.

Os testes serão realizados em 47 endereços, tanto na capital quanto em nove cidades do interior do Estado. Os portões dos locais de provas foram abertos às 12h30 e o exame começa oficialmente às 13 horas. O prazo-limite para concluir a redação e as questões é 17 horas.

As estratégias para a prova são diversas entre os estudantes. Para Lucas Henrique Rodrigues de Almeida, 20 anos, não é importante ficar tentando imaginar o tema da redação. "Me preparei bem e estou confiante. Costumo escrever bem e não fico imaginando qual vai ser o tema desse ano", disse o candidato que tenta pela primeira vez uma vaga no curso de medicina.

Já a estudante Isabella Sato, 18 anos, acredita que o tema da produção textual será mais voltado para o social. Ela tenta pela segunda vez uma vaga para editoração. "Estou mais confiante do que estava no ano passado. Estudei para passar", disse.

Uma hora antes da abertura dos portões no prédio de Engenharia Civil na Cidade Universitária, zona oeste da capital, centenas de candidatos já estavam presentes. Cursinhos preparatórios aproveitavam para distribuir "biscoitos da sorte", materiais de revisão sobre as provas do dia e até leques, em caso de o tempo nublado deste domingo dar lugar ao sol e ao calor.

Para o estudante Pedro Augusto Santos Souza, 17 anos, o primeiro dia será mais tranquilo em relação ao restante. "Em Português, eu vou bem. O problema é Física e Matemática", disse o candidato pela primeira vez ao curso de Economia. Ele explica que "passar é consequência". "Tento ficar tranquilo e manter os pés no chão. Não adianta ficar criando expectativa, que pode ocasionar decepção mais na frente", completou.

Próximos desafios. No segundo dia, os vestibulandos encaram 16 perguntas de História, Geografia, Matemática, Física, Química, Biologia, Inglês ou interdisciplinares. Já na terceira prova, haverá 12 questões de duas ou três disciplinas específicas, a depender da carreira escolhida. Para alguns cursos, ainda é necessário fazer testes de habilidades específicas, que começam na quarta-feira, 7.

Estão em disputa 11.057 vagas na USP e 100 cadeiras no curso de Medicina da Santa Casa. A primeira chamada de aprovados será divulgada no dia 31 de janeiro. A matrícula online, em que o selecionado confirma interesse pela vaga, será nos dias 3 e 4 de fevereiro. Já o cadastro presencial deve ser realizado nos dias 11 e 12 de fevereiro.

Queda na procura. O número de candidatos inscritos na Fuvest diminuiu 17,5% em relação à edição anterior do processo seletivo. Já entre os candidatos vindos de escola pública, o recuo foi de 32,4%. A USP atribuiu a queda à popularização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e aos efeitos negativos da greve na universidade em 2014, que durou cerca de três meses.

Mais conteúdo sobre:
Fuvest

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.