Fuvest: hora de visitar local de provas

Programa de vestibulando neste sábado é visitar seu local de prova. A direção da Fuvest pede que todos façam o mesmo caminho que terão de percorrer amanhã para saber o tempo gasto e se a escola é encontrada facilmente. O exame será aplicado em 202 lugares no Estado, com início às 13 horas, sem nenhuma tolerância a atrasos. A Fuvest estima que menos de 1% dos candidatos, todo ano, não faça a prova por chegar depois do horário. Considerando que há 161.147 inscritos este ano, os atrasados podem chegar a 1.600. Ônibus errados, caminhos interditados e congestionamentos são alguns dos motivos mais alegados por quem encontra os portões fechados. Até 2001, o vestibulando podia ainda tentar recuperar a prova perdida realizando a segunda parte da primeira fase, duas semanas depois. Este ano, essa etapa passa a ser realizada em apenas um domingo, com 100 questões divididas entre todas as disciplinas. ?Mesmo quem mora perto, deve ir ao local antes?, diz a vice-diretora da Fuvest, Maria Thereza Fraga Rocco. Sábado, os portões serão abertos às 12h30 e o vestibulando já deve estar na escola. ?É bom sair de casa com bastante antecedência para não chegar afobado e assim aumentar mais ainda a tensão?, completa Maria Thereza. Na véspera da prova, a vice-diretora aconselha também que os estudantes descansem, pratiquem esportes ou assistam a um filme.Concorrência ? A Fuvest teve este ano recorde no número de inscrições, uma procura 10,2% maior que no ano passado. A maioria dos candidatos reside na Grande São Paulo. Entre os mais de 160 mil estudantes, 18.085 são treineiros, aqueles que ainda não terminaram o ensino médio e fazem a prova apenas para testar conhecimentos. Estão sendo disputadas 8.711 vagas, sendo 8.331 na Universidade de São Paulo (USP), 230 na Santa Casa e 150 na Academia da Polícia Militar do Barro Branco. O curso mais concorrido é o de Publicidade e Propaganda, com 102,4 candidatos por vaga. Em seguida, vem o curso de oficial feminino da Polícia Militar, com 93,7. A carreira que mais recebeu inscrições foi Medicina, com 13.931 candidatos, mas registra concorrência menor por causa do número de vagas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.