Fuvest começa às 13 horas deste domingo

É uma concorrência desleal: são 161.147 candidatos disputando 8.711 vagas. Em alguns casos, como em publicidade matutino, a carreira mais procurada, chegam a ser 102,4 inscritos por vaga. E agora não há nada o que fazer. Não dá mais tempo de estudar e o que importa é manter a calma. Às 13 horas, a Fuvest tem início.O fiscal entregará o caderno de questões e talvez você nem saiba por onde começar. Mas não dá para ficar esperando milagre nem fingir que não está diante dos 100 testes do vestibular mais concorrido do País. Respire fundo e enfrente o exame. Para alguns professores, os vestibulandos devem começar o dia com calma, procurar fazer refeições leves e evitar aborrecimentos.Comece a manhã com calma"Comece a manhã com calma, faça refeições saudáveis e saia cedo para o local de prova", aconselha o coordenador pedagógico do cursinho CPV, Armando Muller. O melhor jeito de evitar o estresse, diz, é não levar nenhuma apostila para a porta do colégio, nem "chegar quatro horas antes da prova".O importante, como lembra o diretor do Etapa, Carlos Eduardo Bindi, é conhecer caminhos alternativos para o local de exame porque, caso algum imprevisto aconteça, o candidato não corre o risco de se atrasar e perder o vestibular. Se os pais estiverem muito ansiosos, é melhor pedir para que eles fiquem em casa. "Chegando no local do exame, procure sua turma de amigos e tente conversar sobre outros assuntos que não o vestibular. É uma tática para relaxar", diz Muller. "E não vá comer aquele cachorro-quente que tem de tudo na frente da escola", alerta Bindi. "Mas também não fique sem se alimentar direito, faça um almoço leve antes de sair de casa e leve líquidos e alimentos energéticos, como barras de cereais."Confira seus documentosOutro cuidado importante é conferir os documentos antes de sair de casa para não ter uma decepção. "Deixe a carteira de identidade já separada com o material para evitar desespero de última hora", diz. "Escolha uma roupa confortável porque vestibular não é desfile de moda."O supervisor da Fuvest, José Coelho Sobrinho lembra que, quem perdeu o RG por algum motivo não precisa entrar em pânico. "Sabemos que isso acontece, principalmente em uma cidade como São Paulo, onde ninguém está a salvo de ser assaltado", diz. "Caso não esteja com sua identidade, pegue outro documento, chegue mais cedo ao local da prova e procure o coordenador para se identificar e explicar o que ocorreu."Carlos Bindi aconselha ainda que os candidatos prestam muita atenção aos recados dos fiscais. "Às vezes, alguma questão está incompleta ou com algum erro e é o fiscal que divulga a alteração, na hora da prova."Leia atentamente as questõesAo pegar o exame, sugere Muller, respire fundo e comece pelas questões da disciplina que sabe mais para ganhar confiança. "O ideal é que o estudante já tenha traçado um plano de vôo antes - definido a ordem das disciplinas e o tempo que será gasto em cada uma delas." Se encontrar dificuldade em alguma questão, pule e deixe-a para o fim. "Não dá para se esquecer do tempo e ficar muitos minutos em uma pergunta, como se ela fosse o único desafio da prova."Ler atentamente os enunciados das perguntas, reservar um tempo para passar as respostas para o gabarito e não entregar a prova antes do tempo acabar também são dicas importantes. "Às vezes, uma questão que parece fácil não é tão simples assim e vice-versa", diz Bindi. "Mas nada de desespero. O segredo na Fuvest é se organizar e estar tranqüilo."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.