Fuvest anula questão de matemática contestada por cursinhos

Professores disseram que teste sobre polígono da 1.ª fase não tinha resposta; prova fica com 89 perguntas

Estadão.edu

02 Dezembro 2011 | 08h39

A Fuvest decidiu anular uma questão de matemática da prova de primeira fase de seu vestibular, aplicada no domingo, 27. O teste 62, no caderno V, havia sido contestado por cursinhos. Para professores, o polígono que o enunciado propõe não existe e, portanto, a questão não tem resposta.

Nos outros cadernos, a mesma questão aparece como K-05, Q-37, X-73, Z-51. A prova de primeira fase terá, portanto, 89 questões. De acordo com o gabarito oficial divulgado pela organização do exame, a questão teria como resposta correta a alternativa A.

Segundo nota distribuída pela Fuvest, a decisão foi tomada "devido a uma imprecisão na formulação do enunciado da questão".

A questão 62, de álgebra, envolve o conceito de progressão aritmética e tem como pano de fundo geometria. Veja a íntegra do teste:

Em um plano, é dado um polígono convexo de seis lados, cujas medidas dos ângulos internos, dispostas em ordem crescente, formam uma progressão aritmética. A medida do maior ângulo é igual a 11 vezes a medida do menor.

A soma das medidas dos quatro menores ângulos internos desse polígono, em graus, é igual a:

a) 315 / b) 320 / c) 325 / d) 330 / e) 335

"Algebricamente, existem tais ângulos, mas sua medidas não permitem a construção de tal figura", disseram professores do Cursinho da Poli na segunda-feira, 28.

Segundo o professor do Anglo Glenn Van Amson, a pergunta fala de um polígono convexo com ângulo de 180.º. "Isso não existe", afirmou também antes da confirmação da anulação.

Na correção comentada feita pelo Etapa, o cursinho afirma que o enunciado do teste é "inconsistente". Para o Objetivo, o polígono que a questão descreve não poderia ser convexo nem ter seis lados.

Outros problemas. O Anglo e o Cursinho da Poli diziam que só esta questão apresentou problemas. Já o Etapa e o Objetivo concordavam que o teste 81, de física, também deveria ser revisto pela organização do exame. O Objetivo pedia ainda a anulação de outras duas perguntas: a 89 (física) e a 36 (língua portuguesa) - todas na prova V.

Segundo a Fuvest, as bancas de química, física, matemática e língua portuguesa chegaram a ser acionadas para analisar possíveis falhas no enunciado ou no gabarito de questões. A fundação, no entanto, não deve anular outras perguntas já que, segundo a assessoria de imprensa, as alterações não seriam feitas a 'conta-gotas'.

O Etapa identificou problemas na questão 81, sobre mecânica. A fórmula que a prova forneceu para o cálculo da resposta está errada, disseram professores de física do cursinho.

"É absurdo um erro como esse na Fuvest", afirmou o coordenador de física do Curso e do Colégio Objetivo, Eduardo Figueiredo. "Qualquer livro de física do mundo apresenta como coeficiente de restituição a razão entre as velocidades." Na prova, o aluno teria que adotar o coeficiente como a razão entre as velocidades elevadas ao quadrado. Só assim chegaria à resposta que consta do gabarito oficial. Figueiredo também apontava falhas na questão 89, sobre eletricidade.

Para Francisco Achcar, professor da USP e da Unicamp e coordenador do Curso e do Colégio Objetivo, a questão 36 também deveria ter sido anulada. O teste apresenta quatro afirmações para o estudante julgar quais são corretas. O problema, diz Achcar, é que um dos itens está errado e, no gabarito, aparece como certo.

Vestibular. Nesta edição da Fuvest, 146.892 inscritos concorrem a 10.852 vagas em cursos de graduação na USP e 100 na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. O índice de abstenção na primeira fase foi o maior desde 2002: 9,95%. Ou seja, 14.621 estudantes deixaram de fazer a prova. Segundo a fundação, não houve incidentes graves durante a realização do exame.

Está prevista para o dia 19 de dezembro (segunda-feira) a divulgação da lista de convocados para a segunda fase do vestibular, cujas provas serão aplicadas entre 8 e 10 de janeiro de 2012. O resultado final do processo seletivo e a publicação dos nomes dos aprovados em primeira chamada devem sair em 4 de fevereiro.

Mais conteúdo sobre:
Fuvest Fuvest 2012 Matemática Vestibular

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.