Marcio Fernandes/AE
Marcio Fernandes/AE

Fuvest aborda Sudão do Sul e Primavera Árabe na 2.ª fase

Problemas de física e matemática foram considerados difíceis por estudantes; abstenção foi de 8,56%

Estadão.edu,

10 Janeiro 2012 | 00h32

A prova do segundo dia da segunda fase do vestibular da Fuvest foi composta de questões de história, geografia, matemática, física, química, biologia e inglês. O índice de abstenção foi de 8,56%, contra 8,33% no ano passado.

 

O exame perguntou sobre Primavera Árabe e a criação do Sudão do Sul, além de trazer um texto em inglês sobre a disseminação de informações no passado e nos dias de hoje, marcados pelo uso das redes sociais.

 

Os primeiros candidatos a deixarem as salas da Escola Politécnica da USP acharam a prova desta segunda-feira mais difícil que a de domingo, de língua portuguesa e redação. Renato Ken, de 22 anos, afirmou que, sobre o Sudão, viu a matéria no cursinho e respondeu sem problemas. "Sobre as revoltas árabes, deixei em branco.”

 

Rafael Mizumura, de 16 anos, fez a prova na Unip Paraíso e disse que “nunca tinha ouvido falar” em Primavera Árabe. Já sua colega Julia Muto citou a Líbia e o Egito em sua resposta.

 

A cobertura pela imprensa dos assuntos cobrados na prova ajudou os candidatos. “Quem acompanhou a imprensa no ano passado não deveria ter dificuldades”, disse Rene Alexandre Rocha Filho, de 22 anos.

 

Uma questão interdisciplinar foi considerada difícil por alguns candidatos. Ela trazia um mapa do Brasil com a Bahia e o interior de Minas em destaque e pedia que fossem citados o autor que tratou da Zona do Cacau (Jorge Amado) e o escritor mineiro que ambientou seu grande romance no norte de Minas (Guimarães Rosa).

 

O vestibulando também deveria citar o nome do livro (Grande Sertão: Veredas). A obra Capitães da Areia, de Jorge Amado, é uma das leituras obrigatórias na Fuvest.

 

Questões de matemática e física também foram consideradas difíceis. “Caíram fórmulas de física bem complicadas”, disse Rafael Meireles, de 17 anos. / CEDÊ SILVA, GERSON MONTEIRO, JOSÉ MARIA TOMAZELA e LORENA AMAZONAS

Mais conteúdo sobre:
FuvestVestibular

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.