Fuvest 2012 tem abstenção recorde na 1ª fase

Quase 10% dos candidatos - um total de 14.621 - faltaram na primeira parte do vestibular

Agência Estado,

27 Novembro 2011 | 20h07

SÃO PAULO - A primeira fase do vestibular da Fuvest ocorreu hoje com taxa de abstenção recorde: 9,95% - ou 14.621 faltantes, de um total de 146.892 candidatos. Essa é a maior taxa desde 2002, quando essa etapa da prova passou a ser realizada em um dia. No ano passado, o índice foi de 7,79%. Em 2009, foi 5,95%. A prova foi aplicada sem nenhum incidente grave.

Sobre o alto índice de faltas, a assessoria de imprensa da Fuvest afirma ainda não ter um diagnóstico que justifique a taxa. No entanto, segundo José Coelho Sobrinho, assessor de imprensa da fundação, é possível que nesse número estejam incluídos os alunos do segundo ano do ensino médio, oriundos de escolas públicas, que se inscreveram no Programa de Inclusão Social da USP (Inclusp). Esses alunos fazem a primeira fase da Fuvest para acumular pontos e conseguir um bônus de até 15% na nota dessa etapa do vestibular. "Pode ser que esses estudantes tenham engrossado essa taxa", afirma.

O maior índice de abstenção é de Presidente Prudente: 14,50%. Na Grande São Paulo, a média foi de 9,74%. Neste ano, o número de inscritos na Fuvest cresceu 10,47% em relação a 2010. A prova da primeira fase teve 90 questões de múltipla escolha das disciplinas que fazem parte do currículo do ensino médio.

Mais conteúdo sobre:
Fuvestabstençãogabarito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.