Fundeb prevê aumento de 100% no gasto com aluno

O Ministério da Educação quer elevar em quase 100% o investimento mínimo que Estados e municípios são obrigados hoje a fazer por cada aluno matriculado no ensino fundamental. Em vez de gastarem R$ 462 por aluno da 1.ª a 4.ª séries e R$ 485,10 por aluno da 5.ª a 8.ª séries, os governos deverão destinar R$ 850. O novo valor consta da proposta de emenda constitucional que cria o Fundo Nacional do Ensino Básico (Fundeb). O texto foi elaborado por uma equipe interministerial coordenada pelo MEC e entregue na segunda-feira ao Ministério da Casa Civil.O governo quer que Fundeb ocupe o lugar do atual fundo nacional do ensino fundamental (Fundef) - criado durante a gestão do ex-ministro Paulo Renato Souza - e passe a abranger também a educação infantil e o médio. O valor mínimo para cada criança matriculada em creches da rede pública será, pelo projeto, de R$ 1.105. As informações sobre proposta foram ao ar nesta quarta-feira na página do MEC na internet por um engano, segundo uma das assessoras do ministério, que disse que os dados só deverão ser divulgados pela Casa Civil.

Agencia Estado,

18 de dezembro de 2003 | 03h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.