Fundação Dom Cabral está entre as 10 melhores em ranking do Financial Times

Lista do jornal colocou instituição mineira em 8º e 9º lugar em duas categorias diferentes de educação executiva

Carolina Stanisci, Especial para o Estadão.edu

10 de maio de 2010 | 15h31

Foi divulgado hoje o ranking das melhores escolas em educação executiva do jornal Financial Times. Foram examinadas escolas de todo o mundo, e a Fundação Dom Cabral ficou entre as dez primeiras em duas categorias avaliadas - a de cursos abertos e customizados.

 

"É a primeira vez que uma escola brasileira de educação executiva fica entre os dez primeiros. Estamos orgulhosos, pois 80% do peso desse ranking vem dos depoimentos dos funcionários e das empresas que participaram dos cursos", afirmou o diretor de desenvolvimento da fundação, Paulo Resende.

 

A instituição ficou em 8º lugar no ranking dos cursos customizados, que têm esse nome pois são feitos sob encomenda para empresas que desejam capacitar seus funcionários. No ano passado, havia ficado em 15º. Entre os cursos abertos, que integram a programação normal da escola, a Dom Cabral conseguiu o 9º lugar na lista, várias posições acima do ano passado, quando figurou em 15º.

 

Para Resende, a lista não refletiu a recuperação da economia, mas indicou um fator positivo. "As empresas decidiram continuar capacitando pessoas, mesmo em um momento de crise." É o quarto ano que a instituição participa do ranking.

 

O Insper e a FIA também alcançaram boas posições na lista publicada pelo jornal. O diretor acadêmico do Insper, Luca Borroni, creditou o salto do 27º lugar ano passado para o 13º no índice de cursos customizados à "satisfação dos clientes". "Temos muitos clientes internacionais também, como a Nestlé, Toyota. Acho que as principais escolas do Brasil estão se desenvolvendo bem", afirmou.

 

Para o coordenador de projetos da FIA, Adalberto Fischmann, ter saltado na competição entre os cursos abertos do 30º para o 26º lugar é importante pois ajuda a divulgar informações com clareza. A FIA participa do ranking do Financial Times desde 1993.

 

Leia aqui o ranking dos cursos customizados em educação executiva. E aqui os cursos abertos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.