Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal

Formação profissional: ecólogo

Leis mais exigentes ajudaram a ampliar o mercado de trabalho

Jennifer Gonzales, O Estado de S. Paulo

14 Março 2011 | 13h54

“A proposta do curso de ecologia é formar profissionais capazes de organizar e analisar dados sobre ecossistemas naturais ou modificados pela ação humana”, conta Flávio Schlittler, coordenador do curso de graduação em Ecologia da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), câmpus Rio Claro. O professor, formado na primeira turma do curso, em 1979, diz que antes de implantar um projeto de recuperação de um ecossistema, por exemplo, o ecólogo precisa adquirir visão ampla dos processos envolvidos nesse conjunto.

 

Rafael de Souza, de 24 anos, aluno do terceiro ano do curso, acrescenta: “Sem o conhecimento das inter-relações entre as espécies vivas e outros elementos dentro de um sistema, como recursos hídricos e tipos de solo, não é possível promover a conservação eficiente desse ecossistema.”

 

Segundo Schlittler, o mercado para esse profissional hoje é muito mais amplo em relação a anos atrás. “Antes, praticamente não havia leis ambientais e as que existiam eram vagas e dificilmente aplicadas pelo poder público”, diz. “A legislação atual é muito mais forte nas questões ambientais. O estudo de impacto ambiental passou a ser uma exigência jurídica para o empreendedor que queira abrir uma fábrica, por exemplo, ou criar um loteamento urbano.”

 

Opinião do especialista

 

FLÁVIO SCHLITTLER

COORDENADOR DO CURSO DE ECOLOGIA DA UNESP DE RIO CLARO

 

“O ecólogo precisa ter uma visão sistêmica dos fatos que acontecem na natureza e, principalmente, da ação do homem interferindo nos ecossistemas do planeta.”

 

Ecologia

 

Salário inicial

Variável

 

Duração

4 anos

 

Disciplinas

Ecologia molecular, ecologia de campo, ecossistemas terrestres, metodologia do estudo de impactos ambientais

Mais conteúdo sobre:
EcologiaEcólogoUnesp

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.