Morguefile
Morguefile

'Foreign Policy' recomenda USP para atletas reprovados em Harvard

Site da revista americana indica universidades de acordo com a 'panelinha' frequentada no ensino médio

Cedê Silva, Especial para o Estadão.edu

02 Fevereiro 2012 | 17h12

O site da revista Foreign Policy publicou na terça-feira uma lista de nove universidades boas e baratas para quem foi rejeitado por Harvard ou não quer pagar R$ 68 mil ao ano para frequentar uma escola de qualidade média nos Estados Unidos. O curioso é que as universidades estão divididas de acordo com o perfil do aluno.

Quem é festeiro ("the party people"), por exemplo, deve considerar a Universidade de Barcelona; os fanáticos pelo meio ambiente ("the tree-huggers") devem se matricular na Universidade de Tóquio. Já a USP é recomendada para os "jocks" - gíria americana para alunos que gostam de praticar esportes, têm boas habilidades sociais e não são muito brilhantes. Segundo uma das definições do UrbanDictionary.com, site de referência para gírias, jocks são "dumbass athletes who get all the chicks in high school", isto é, "atletas burros que ficam com todas as garotas no ensino médio".

"Localizada em uma cidade de mais de 20 milhões de pessoas, a USP é quase uma cidade em si", diz o texto. "Exibe quatro hospitais e quatro museus, e recebe meio milhão de visitantes por ano. Seus 86 mil alunos são mais bem conhecidos por sua pesquisa qualificada - 45% de toda a pesquisa publicada no Brasil - e, fiéis às suas raízes sul-americanas, pela paixão pelo futebol e um time bem-sucedido desse esporte. A USP está localizada numa cidade que inventou sua própria forma do belo jogo, o futebol de salão, disputa de ritmo mais intenso jogada com uma bola menor, para aprimorar habilidades técnicas."

Os outros perfis são:

- "astros completos" (Universidade de Hong Kong)

- "os próximos Alan Greenspans" (ex-presidente do Banco Central americano) (Universidade de Melbourne, na Austrália)

- "livres pensadores" (Universidade da Cidade do Cabo)

- "geeks da tecnologia" (Instituto Federal de Tecnologia de Zurique)

- "acadêmicos multidisciplinares" (Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá)

- "os que têm pretensão artística" (Escola de Arte e Design Cardiff, no Reino Unido).

Mais conteúdo sobre:
Foreign Policy USP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.