Força tarefa irá garantir segurança do Enem, diz Haddad

Segundo o ministro, a força-tarefa será integrada pelo novo consórcio, pela PF e pelos Correios

Vannildo Mendes, de O Estado de S. Paulo,

06 Outubro 2009 | 16h39

Ao anunciar nesta terça-feira, 6, as novas datas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) - 5 e 6 de dezembro -, o ministro da Educação, Fernando Haddad, informou que foi criada uma força tarefa para acompanhar as provas e evitar que haja vazamento do documento ou qualquer outro problema no esquema de segurança. Segundo o ministro, a força-tarefa será integrada pelo novo consórcio (Cesgranrio e CESP) responsável pela elaboração das provas, pela Polícia Federal, que será responsável pelo monitoramento da segurança em todas as fases do Enem, e pela Empresa de Correios e Telégrafos (ECT), que se encarregará da logística de distribuição das provas nos mais de 1800 municípios onde será realizada.

 

Veja também:

linkNota da 1ª fase pode substituir a do exame

linkPolícia Federal indicia mais 3 acusados de vazar a prova

blog Blog da Renata Cafardo: Bastidores do vazamento do Enem

link MEC deve manter endereços das provas

link PF mira impressão e distribuição das provas

link Professores recomendam estudar; tire suas dúvidas

link Na web, alunos lamentam e festejam cancelamento

link Enem fraudado é disponibilizado para simulados pelo MEC

video TV Estadão: Ministro da Educação fala sobre vazamento

 

De acordo com o ministro, a ECT adotará um esquema especial de distribuição das provas semelhante ao utilizado nas eleições gerais no país, quando faz a distribuição de urnas eletrônicas. "Estamos adotando todos os dispositivos de segurança para que s alunos façam a prova com tranquilidade", disse o ministro.

 

Além da Polícia Federal, o ministério da Justiça deverá eventualmente acionar a Força Nacional de Segurança Pública. Haddad agradeceu a oferta feita pelo Exército e pelo Ministério da Defesa e disse que, se necessário, aceitará a ajuda, mas por enquanto não é necessária.

Mais conteúdo sobre:
EnemFernando Haddadsegurança

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.